Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Rodrigo Medeiros

    24 de Outubro de 2017 por Rodrigo Medeiros

    O pivô croata de 2,16 metros Ivica Zubac foi a 32ª escolha do Draft da temporada passada. Em sua primeira temporada disputou 38 partidas, sendo titular em 11 delas, com uma média de 16.0 minutos por jogo e angariou as médias de: 7.5 pontos, 4.2 rebotes, 0.8 assistência, 0.9 toco, 0.4 roubada, 0.8 desperdício de bola e com 52.9% de aproveitamento nos arremessos.

    Zubac teve mais oportunidades e se destacou no final da temporada passada, mostrando evolução e dando esperança aos torcedores de que poderia ser um pivô titular na franquia, podendo ser importante para o time a longo prazo. Importante destacar que Zubac ainda é jovem, 20 anos, e com potencial para evoluir.

    Já na Summer League disputada em Las Vegas, em 8 jogos, angariou a média de 10.9 pontos em 20.9 minutos, porém com 47.1% de aproveitamento nos arremessos, teve ainda as médias de: 5.4 rebotes, 0.8 assistência, 0.3 roubada e 1.10 toco. Apesar da campanha vitoriosa, Zubac não “empolgou” muito, era esperado que mostrasse uma evolução e que dominasse o garrafão. Para a temporada 2017/2018 da NBA o Lakers se reforçou bem na posição de pivô, trazendo Brook Lopez via troca com o Brooklyn Nets e Andrew Bogut que era FA (agente livre). Passados os três primeiros jogos da temporada, o croata, que não participou de nenhum ainda viu Julius Randle (com boa atuação) jogando como pivô no jogo contra o Pelicans.

    Como os minutos em quadra serão reduzidos, terá que aproveitar cada chance recebida e mostrar evolução. Importante observar que Zubac terá dois bons pivôs ao seu lado essa temporada, podendo aprender com ambos e desenvolver seu jogo. Potencial ele tem, pode ser um bom rim protector (protetor de aro), pode ainda mostrar uma evolução nos passes e ser efetivo no ataque.

    A situação de Zubac na equipe não é das mais confortáveis, e sua continuidade ou não na equipe depende alguns cenários:

    RENOVAÇÃO DOS CONTRATOS DE LOPEZ E BOGUT

    O Lakers tem dois pivôs com contratos expirantes, Lopez e Bogut. Há rumores de que o Lakers pode ir atrás de DeMarcus Cousins na próxima FA (agência livre) e Lopez seria uma espécie de plano B caso Cousins não acerte com a franquia. Já para Bogut, vai depender muito de sua forma física e se vai conseguir contribuir com o time, jogando próximo de aproximadamente 15 minutos por jogo pelo menos pela próxima temporada. Nesse cenário, a permanência de Zubac seria difícil, até porque a tendência de Luke Walton seria usar um Ala-Pivô (como fez contra o Pelicans, usando Randle) durante o small-ball (rotação mais baixa, para espaçar a quadra). Dessa forma, teria cada vez menos espaço na equipe o que comprometeria seu desenvolvimento. Por ser jovem, podemos conseguir envolvê-lo em alguma troca junto com Luol Deng.

    RENOVAÇÃO DE LOPEZ E DISPENSA DE BOGUT

    Nesse segundo cenário, o Lakers renovaria com Lopez ou acertaria com Cousins e caso Bogut não consiga render o esperado e fisicamente esteja muito mal, ou até mesmo não aceitar renovar com a franquia, caberia uma chance para Zubac. Por isso o croata tem que aproveitar todas as chances que receber nessa temporada para tentar convencer Luke Walton de que pode ser útil e ter mais minutos na rotação. Precisamos de um pivô que possa proteger o aro (rim protector) e Zubac tem potencial para preencher essa lacuna na defesa do Lakers. É esperado que ele consiga desenvolver as habilidades defensivas e se torne uma boa “arma defensiva”.

    Opção de Troca

    Estamos há algumas temporadas no modo tank e não aguentamos mais perder, chegou a hora de montar um time para voltarmos aos playoffs e atrair novamente os agentes livres para enfim voltarmos a disputar títulos. Um pivô jovem com características defensivas é uma boa moeda de troca. Importante observarmos que ainda temos o péssimo contrato de Luol Deng, que foi contratado pelo então GM Mitch Kupchak, e nesse cenário, a inclusão do jovem pivô croata não está descartada, afinal o Lakers precisa de um time competitivo para o presente.

    Podemos dizer que esse ano será importante para que o jovem pivô croata demonstre sinais de evolução e se firme como ao menos uma boa opção no banco. O Lakers está se projetando para voltar a ser competitivo e voltar a brigar por títulos e para isso precisamos definir os jogadores do atual elenco que podem ser parte de um time vencedor. Zubac precisa mostrar que pode sim ser um jogador importante em um time campeão pelo Lakers.

    E para vocês, quais as expectativas quanto ao futuro de Zubac no Lakers? Tem potencial pra continuar no time ou seria uma boa moeda de troca?


    Fala aí!