Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Ricardo Romanelli

    07 de Novembro de 2017 por Ricardo Romanelli

    O veterano Luol Deng foi contratado a preço de ouro antes da última temporada, com o objetivo que fosse um mentor para o núcleo jovem do Lakers.

    Agora, depois de pouco mais de uma temporada, o ala de 32 anos vê seu nível de frustração crescer pelo papel reduzido na franquia, e procurou a diretoria para buscar uma saída:

    Eu não estou na rotação, então isso machuca. A maioria desses caras jovens não entende ainda o basquete enquanto negócio, então é difícil para eles entenderem o motivo de eu estar bravo todos os dias. Se eu venho aqui e não estou sorrido, estou tirando algo deles. Estou tirando a alegria de estarem vivendo o sonho de jogar na NBA, declarou Deng a ESPN americana.

    Apesar da decepção da torcida com o generoso contrato concedido a Deng, que lhe pagaria US$ 72 milhões durante 4 anos, é necessário aplaudir a atitude do jogador em perceber que sua postura poderia vir a causar problemas no vestiário e antecipar esta situação ao negociar uma saída.

    O técnico Luke Walton agradeceu a atitude de Deng, mandando uma mensagem direta para o jogador pela mídia: 

    Temos um grupo jovem que estamos tentando fazer crescer e precisamos que tenham todas as oportunidades possíveis. Sei que não é a situação ideal para você e nem o que esperava quando veio para cá. Tenho compaixão por isso. O que precisamos é que seja um bom veterano, seja um líder no vestiário e um mentor para esses caras, porque muitos deles se inspiram em você. Luke Walton

    O Lakers deve, agora, buscar uma troca para o jogador. Para mover este contrato, a diretoria precisaria envolver algum outro jogador mais atrativo no negócio, então não é uma troca tão fácil de acontecer. Para o Lakers, seria muito interessante conseguir mover este contrato para livrar mais espaço na folha salarial para a tão esperada offseason de 2018, onde a diretoria mira a contratação de dois jogadores de nível All-Star.

    Caso não consiga nenhuma troca, as partes podem negociar um buyout, opção de término contratual onde o jogador abre mão de parte de seus salários futuros e se torna agente livre. No entanto, o contrato de Deng é muito grande e o Lakers teria que pagar uma soma importante para devolver um jogador ao mercado. Em caso de buyout, o salário ainda conta contra a folha salarial, então as vantagens para o Lakers nesta situação são muito poucas. Há, ainda, uma opção no acordo salarial entre a liga e os jogadores chamada de "stretch provision", onde a equipe pode designar um jogador dispensado para que conte de maneira faseada contra o teto salarial, em até sete anos, aumentando a flexibilidade financeira imediata.

    Estas opções, no entanto, são mais improváveis. Caso o Lakers não consiga nenhum negócio para o jogador nos próximos meses, a probabilidade maior seria dele terminar a temporada com a franquia.

    Fala aí!