Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Ricardo Romanelli

    23 de Janeiro de 2018 por Ricardo Romanelli

    O noticiário tem sido cruel com o Lakers. A cada semana, novos rumores de troca e de planos da equipe para a offseason polarizam opiniões e dividem os debates.

    Rob Pelinka, General Manager da franquia, tentou explicar os principais pontos envolvidos em aparição em programa do canal Spectrum SportsNet. Segundo Pelinka, ele e Magic Johnson não estão tão ansiosos em fazer uma troca como as manchetes podem indicar.

    “Não sei se é a metáfora mais adequada, mas talvez num aceno a Dr. Buss, que todos sabíamos que gostava de jogar cartas, pode-se dizer que na trade deadline você tem quase todos os GMs da liga sentados em uma grande mesa de jogo de cartas e todos eles têm uma mão. O que você precisa fazer como um jogador nesta mesa é analisar os outros jogadores. O que eles podem ter, o que eles podem fazer e qual pode ser seu próximo movimento neste jogo”, explicou o GM do Lakers.

    A declaração inicial de Pelinka dá a entender que, talvez, os relatos de que o Lakers quer fazer trocas e assinar com free agents a qualquer custo sejam exagerados, e na verdade seriam apenas um dos planos possíveis para a diretoria.

    Às vezes dois jogadores na mesa vão fazer uma troca e embaralhar todas as cartas, e assim os cenários que você está analisando mudam. Então neste momento, eu acho que todos estão avaliado os outros 29 times e pensando o que eles podem fazer. Normalmente os grandes movimentos são feitos na última semana, e qualquer movimento tem que ser em prol de nosso único objetivo: chegar ao título da NBA.

    Por fim, o executivo reforçou a noção de que a diretoria trabalha com diversos cenários para o futuro:

    “Precisamos fazer movimentos que nos levem até lá [o título]. Estamos constantemente revisando as possibilidade, e se existirem possibilidades nesta trade deadline que podem nos ajudar a subir alguns passos na montanha, nós com certeza as exploraremos. Mas se estas possibilidades não se apresentarem, ficaremos firmes com o que temos.”.

    A declaração final de Pelinka deve servir como tranquilizante para aqueles mais afoitos que acham que o Lakers está pronto para liquidar o elenco a qualquer custo. Não é o caso, a diretoria apenas vai buscar negócios que possam trazer uma melhoria real no time ou na posição da franquia para as próximas temporadas.

    Fala aí!