Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Rodrigo Medeiros

    07 de Março de 2018 por Rodrigo Medeiros

    Atualmente na 11ª posição da Conferência Oeste com 45.2% de aproveitamento, o Lakers teve em fevereiro, um de seus melhores mês dos últimos anos, com 70% de vitória (7 vitórias em 10 jogos), sendo o 7º melhor time no período.

    Vamos agora analisar alguns pontos positivos do Lakers no mês de fevereiro.

    PONTOS POR JOGO / “ATAQUE”

    Durante o mês de fevereiro o time Angelino foi o 6º que mais pontuou, registrando média de 113.9 pontos por jogo, com 48.2% de aproveitamento dos arremessos, o 8º melhor time no quesito. O cestinha do time no período foi Julius Randle, com 19.4 pontos por jogo, seguido por Brandon Ingram, com 18.6 pontos por jogo. Participando de 8 dos 10 jogos, Ivica Zubac registrou o melhor aproveitamento dos arremessos, com 67.6% de aproveitamento, logo atrás vêm Julius Randle, com 58.9% e Brandon Ingram, com 54.5%.

    Um fator que contribuiu para a boa média de pontos do time foi o aproveitamento dos tiros longos (bolas de 3 pontos), com 3º melhor aproveitamento do mês, com 40.1%, atrás apenas de Warriors e Hornets. O destaque desse mês foi Brandon Ingram, com 52.2% de aproveitamento, seguido de Josh Hart, com 48.9% e Kentavious Caldwell-Pope, com 45.1%.

    Outro ponto a ser observado foi a melhora nos lances livres, ocupando agora a 24ª posição, com 74.8% de aproveitamento. Claro que ainda tem que melhorar, mas houve uma boa evolução comparada com outros meses dessa temporada (conforme já analisado aqui no LABR). Participando de apenas 6 jogos, Isaiah Thomas registrou 100% de aproveitamento, seguido de Brandon Ingram, com 77.8%, Kyle Kuzma com 75%, Kentavious Caldwell-Pope com 73.9%, Ivica Zubac e Josh Hart, ambos com 70.6%.

    REBOTES

    O time mais “reboteiro” do mês de fevereiro foi o Lakers, com 48.8 rebotes por jogo, com destaque para os rebotes defensivos, 37.5 por jogo, o melhor time. Já os rebotes ofensivos o time registra a 4ª melhor média, com 11.3 rebotes por jogo. O destaque foi Julius Randle, com 9 rebotes de média (quase atingiu um double-double), registrando 6.4 de rebotes defensivos e 2.6 de rebotes ofensivos. Destaque ainda para Josh Hart e Kentavious Caldwell-Pope que registraram a média de 7 rebotes por jogo.

    ASSISTÊNCIAS

    Com 25.2 assistências por jogo o time Angelino registrou a 8ª melhor média. Com Lonzo participando de apenas 2 jogos no mês, quem foi o líder de assistência do time foi Brandon Ingram, com 5.6 por jogo, seguido por Isaiah Thomas e Julius Randle, ambos com 4.3

    TOCOS

    Mais um ponto positivo foram os tocos, com 5.2 de médio e a 8ª posição. O Lakers tem a defesa como um de seus pontos fortes e esse é um ponto que demonstra que o time, outrora “fácil de infiltrar”, hoje consegue impedir algumas das infiltrações com ótimos bloqueios de seus jogadores. E quem liderou o time foi Brook Lopez com 1.4 toco por jogo, seguido por Brandon Ingram com 1.1, Alex Caruso (jogou apenas 5 jogos) com 0.8, Julius Randle com 0.7 e Kyle Kuzma com 0.6.

    PONTOS A MELHORAR

    Bom, podemos destacar dois pontos a serem melhorados pelo time, como o roubo de bola e o tão falado desperdício de bola (turnover).

    Com apenas 6.2 roubos de bola por jogo o time Angelino foi o 2º pior no quesito, na frente apenas do Boston Celtics, que registrou média de 5.6. O destaque do time foi Kentavious Caldwell-Pope com 1.6 roubos por jogo, seguido por Josh Hart com 0.9, Kyle Kuzma com 0.7 e Brandon Ingram e Julius Randle com 0.6 roubos de bola por jogo.

    Novamente como um ponto negativo do time, o alto número de desperdício de bola, já criticado aqui no LABR, o time Angelino teve o 4º pior índice, com 15.8 desperdícios por jogo. Julius Randle é o jogador que mais desperdiça a bola, com 3.6 desperdícios por jogo, seguido de Isaiah Thomas, com 3 desperdício por jogo e Brandon Ingram com 2.4.

    DESTAQUE

    No mês de fevereiro podemos destacar Julius Randle, que terminou com média de 19.4 pontos; 9 rebotes; 4.3 assistências; 3.6 desperdícios de bola (turnovers); 0.6 roubo de bola; 0.7 toco; 58.9% de aproveitamento nos arremessos e 61.4% de aproveitamento nos lances-livres, com 31.9 minutos jogados.

    O jogador aproveitou os minutos em quadra (2º que mais jogou ao lado de Kentavious Caldwell-Pope) e contribuiu bastante para o time obter as 7 vitórias. Será que essa melhora de Randle tem a ver com a possível FA que se aproxima?

    Notas: Analisado jogadores com ao menos 5 jogos. Brewer teve um bom aproveitamento nos lances livres (83.3%), porém menos de 1 tentativa por jogo.


    Fala aí!