Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Rodrigo Medeiros

    03 de Maio de 2018 por Rodrigo Medeiros

    Depois de jogar quatro temporadas no Detroit Pistons, Kentavious Caldwell-Pope desembarcou em Los Angeles com um contrato de apenas uma temporada, e com isso teve um “ânimo” a mais para jogar bem e provar que deve permanecer na franquia.

    KCP participou de 74 jogos do time, todos como titular, com médias de 33.2 minutos por partida, angariando as médias de 13.4 pontos por jogo, 5.2 rebotes por jogo, 2.2 assistências por jogo, 1.4 roubos por jogo, 0.2 toco por jogo, 1.3 desperdício por jogo, e 2 faltas por jogo. Nessa temporada KCP atingiu seu melhor percentual de aproveitamento nos arremessos de quadra, com 38.3% nas bolas de 3 pontos, 47.3% nas bolas de 2 pontos e 78.9% nos lances livres.

    Nessa temporada, dos jogadores que terminaram a temporada no time Angelino, KCP foi o quarto maior pontuador, o segundo que mais roubou bolas, o quinto que mais deu assistências e o quarto, que mais pegou rebotes. Teve também o terceiro menor defensive-rating, 108 pontos sofridos a cada 100 posses, e o quinto maior ofensive-rating, 111 pontos marcados a cada 100 posses.

    O jogador teve uma boa temporada e um bom encaixe no elenco, sendo importante na parte defensiva do time e contribuindo no ataque também, principalmente nas bolas de 3 pontos e agora cabe à diretoria decidir se vale a pena mantê-lo na próxima temporada. Com um salário de USD 18 milhões na última temporada, muito provavelmente terá que aceitar um valor abaixo para continuar na franquia. Como sabemos, o sonho da dupla Magic/Pelinka é conseguir ao menos um jogador All Star nessa offseason, e para que isso se concretize, não podemos gastar esse salário com KCP, até porque teremos Randle com FA restrito, Isaiah Thomas e Brook Lopez que serão FAs irrestritos.

    Caso o sonho de trazer um FA All-Star nessa offseason não se concretize, é mais viável dar novamente um contrato nos moldes deste último ao KCP e deixar para reajustá-lo na próxima temporada. O que não pode acontecer é a franquia dar um contrato longo para ele e comprometer o CAP para as próximas FAs.

    E você, amigo leitor, se fosse GM do Lakers, renovaria o contrato do KCP por um valor de até no máximo USD 12mi, USD 13mi por uns três, quatro anos? Ou iria atrás de outro jogador para a posição, com salário menor? Ou KCP vale os USD 18mi por temporada?

    Fala aí!