Rob Pelinka: Não existe limite para renovar com Randle
Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Guilherme Borges

    25 de Maio de 2018 por Guilherme Borges

    Grande parte das notícias referentes à Agência Livre e ao Lakers acabam por envolver Julius Randle. De acordo com todos os rumores, o foco do time de Los Angeles seria assinar com duas estrelas. A tarefa, contudo, não é fácil, e o time trabalha com vários planos. Perder Randle caso as estrelas não venham não é o melhor deles. Por essa razão, o GM Rob Pelinka insiste em demonstrar que tem a intenção de assinar com Randle, mesmo com o agente do jogador alegando o contrário.


    Como já dissemos antes, Randle é Agente livre restrito, então o Lakers pode cobrir qualquer oferta para manter o jogador. De todos os times da Liga, ao que indicam as notícias, o Dallas Mavericks é o que mais tem chance de fazer uma polpuda oferta ao garoto, prejudicando os planos do Lakers de assinar com o atleta por um baixo valor. Apesar disso, recentemente, Pelinka afirmou que não tem um limite de valor em mente:

    “Ir para uma situação dessa com uma ideia fixa em mente ou com uma linha vermelha que não pode ser cruzada não é, necessariamente, a melhor forma de aproximar essa situação com a mente aberta. Qualquer negociação é entre duas partes, e nós buscamos encontrar um acordo.”

    Tudo é dito nas entrelinhas, mas o que Pelinka quis dizer é que não necessariamente existe um limite para Randle, mas também, não quer dizer que o Lakers vá oferecer um contrato máximo ao garoto. A única coisa que se pode extrair dessa fala, na verdade, é que o Lakers realmente está com mente aberta, e pensa em manter Julius por um valor justo. Na verdade, em um mundo ideal, o Lakers teria resposta de algumas estrelas antes de ter que decidir se iria investir em Randle ou não. Mas, meus amigos, poucas coisas da NBA se igualam ao mundo ideal. Na verdade, o mundo de negócios, que é o mundo da liga, não é nada ideal. Tudo depende da competência do Lakers para resolver a situação. Resta apenas esperar.


    Fala aí!