Kawhi Leonard: trocar ou esperar?
Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Felipe Valente Bettega

    04 de Julho de 2018 por Felipe Valente Bettega

    Após a realização do sonho LABron, o Lakers tem uma escolha a fazer: ser agressivo ou paciente na obtenção de Kawhi Leonard. Foram cinco anos seguidos sendo esnobados pelos grandes nomes da agência livre Até que por um toque de mágica, quero dizer de Magic, conseguimos não apenas um All-Star mas sim O jogador mais cobiçado de todos!

    Apenas essa contratação por si só já faz com que a franquia retorne ao seu merecido papel de protagonista da NBA. Tenha em mente, meu amigo torcedor que cinco temporadas sem chegar aos Playoffs é o enredo normal para muitos times. Para nós, que disputamos sessenta Playoffs em setenta temporadas, é simplesmente tempo demais!

    Eu sei que você está afobado para ver o Lakers sendo relevante de novo. Mas eu vou te pedir que tenha paciência. Eu te garanto que esse elenco atual conquistará 50 ou mais vitórias. O fato de LeBron ter assinado por três anos (com a opção para o quarto) significa que ele confia no planejamento de Rob Pelinka e Magic Johnson. Nunca duvide do sorriso mais carismático da NBA quando ele te disser que o Lakers será um trabalho de “dois verões”!

    Eu sei o que você está pensando: “Kawhi quer ser um Laker, mas Paul George também queria e fazer o jogo da espera com ele deu errado.” Lembre-se de que adquirir Dwight Howard em seu último ano de contrato também não deu certo. Depende muito da situação. Dwight não aguentou a pressão em Los Angeles. George se apaixonou por OKC e por Russell Westbrook.

    Considere que as nossas aquisições Kentavious Caldwell-Pope, Lance Stephenson, JaVale McGee e Rajon Rondo são todos contratos de apenas 1 ano. Após expirados, teremos cerca de 23 milhões de espaço na nossa folha salarial. Trocando Luol Deng ou acionando a “stretch provision” no seu contrato de 18.8 milhões teremos mais do que o suficiente para oferecer o salário máximo a Kawhi em 2019.

    Isso não quer dizer que devemos encerrar as negociações com o Spurs. Devemos sim controla-las. Já imaginou quanto o Lonzo Ball pode crescer batalhando pela titularidade com Rondo? Você não saliva só de pensar nos níveis que Brandon Ingram pode chegar ao lado do LeBron? E particularmente, eu sou fãzaço do Kyle Kuzma (fui pego pela Kuzmania desde o 1º dia). Não podemos nos dar ao luxo de perder essas peças!

    O preço irá baixar. A treta é tão grande em San Antonio (desde boatos de que a lesão do Kawhi foi diagnosticada e tratada de modo errado pelo Spurs, até Tony Parker alegando que a sua lesão no quadril era muito pior que a do companheiro e isso não o impediu de voltar). Eu apostaria que o MVP das Finais de 2014 já fez o seu último jogo pelo time das esporas. Existe a possibilidade de ele não entrar mais em quadra até ter o seu desejo de jogar pelo Lakers atendido e isso só irá diminuir o seu valor de troca. O Lakers pode aguardar até a Trade Deadline para conseguir um ótimo negócio.

    Duas equipes que poderiam estragar os planos do Lakers seriam principalmente Boston Celtics e Philadelphia Sixers. Seguindo o modelo do Thunder, que arriscou trocar por George, uma delas teria a chance de perto para convencer Kawhi a ser mais do que um jogador de aluguel por uma temporada. Mas rumores de que o time de Boston não estaria disposto a negociar Jayson Tatum, assim como o time de Philadelphia não trocaria Markelle Fultz, mantém a vantagem do Lakers.

    Resumindo: o Lakers deve ser paciente na aquisição do Kawhi. Seja acertando o timing e o preço da troca, seja aguardando ele assinar como agente livre. E se der errado... lembra de todos aqueles milhões? Em 2019 com LeBron podemos recrutar Jimmy Butler, Kyrie Irving, Klay Thompson ou Kemba Walker. O futuro é brilhante!

    Fala aí!