Summer League: Como estão os jovens do Lakers?
Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Felipe Valente Bettega

    11 de Julho de 2018 por Felipe Valente Bettega

    A NBA Summer League é uma competição que acontece durante a off-season em que os times reúnem um elenco composto essencialmente por suas escolhas no Draft e Free Agents. Hoje ela tem três objetivos muito claros:

    - Para os times, o espaço onde testar e aprimorar seus rookies e sophomores;

    - Para os jogadores da G-League e os não draftados, a chance de conseguir um contrato (não apenas pelo time que estão jogando, como por qualquer outro da NBA e inclusive de outras ligas ao redor do mundo);

    - Para a Liga, a oportunidade de vender o produto basquetebol meses antes da Temporada Regular.

    Historicamente, Summer Leagues têm existido há décadas, mas sem uma estrutura muito organizada. Até que, em 2004, a NBA criou a Las Vegas Summer League com seis times - Boston Celtics, Cleveland Cavaliers, Denver Nuggets, Orlando Magic, Phoenix Suns e Washington Wizards - jogando um total de treze partidas entre si, na arena da Universidade de Nevada (Thomas & Mack Center). O sucesso foi tão grande nos três verões seguintes, já com dezesseis times, que em 2007 a Liga decidiu incluir o nome NBA ao torneio, dando um ar de sua competição mais oficial entre as outras ligas de verão. Em 2008 expandiu para vinte e duas equipes. E finalmente em 2018 contará com todas as equipes.

    Vale lembrar que existe ainda a Utah Jazz Summer League desde 2015 e composta por quatro times que se enfrentam antes do torneio de Las Vegas. E que em 2002 foi criada a Orlando Pro Summer League, a qual durou até 2017. Em 2018 surgiu a California Classic Summer League para ocupar o seu lugar, tendo o Sacramento Kings como anfitrião e recebendo em sua arena (Golden 1 Center) as equipes de Golden State Warriors, Miami Heat e Los Angeles Lakers. Vamos aos jogos:

    Lakers 93-98 Kings

    O Lakers entrou em quadra com um quinteto inicial composto por Xavier Rathan-Mayes, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Nick King, e Moritz Wagner. O Kings começou o jogo com De’Aaron Fox, Frank Mason, Justin Jackson, Harry Giles, e Marvin Bagley III. 

    A arena estava lotada e cantos de “Beat LA” podiam ser ouvidos desde a apresentação dos times. Os jogadores sentiram a atmosfera e reviveram a grande rivalidade do começo dos anos 2000. O time Angelino terminou o 1º quarto ganhando por 24-18 e foi para o intervalo com a vantagem de 54-48. 

    Mas o estilo de jogo up-tempo do Kings provou ser demais para a defesa do Lakers, igualando o placar em 67 ao fim do 3º quarto, e vencendo a partida com grandes atuações de Bagley (18pts, 6reb e 3blk) e Fox (23pts, 8reb e 6ast). Pelo Lakers, Hart e Wagner brilharam com 23pts cada, seguidos pelos 15pts de Mykhailiuk. Nada mal para a estreia dos nossos calouros. Rathan-Mayes também se destacou com 12ast.

    Lakers 74-89 Heat

    O Lakers repetiu a formação inicial com Xavier Rathan-Mayes, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Nick King, e Moritz Wagner. O Heat entrou em quadra com Daryl Macon, Derrick Walton Jr, Derrick Jones, Duncan Robinson, e Bam Adebayo.

    Tentando se recuperar da primeira derrota, o time Angelino complicou-se logo no começo da partida, cedendo uma corrida 10-0 que virou 18-3 ainda no 1º quarto. A desvantagem chegou aos 31 pontos ao longo do jogo e, graças à combinação de boa defesa e arremessos de 3pts do Heat, mostrou-se impossível de recuperar.

    Hart convenceu a diretoria a deixa-lo jogar (inicialmente ele seria poupado), mas seus 14 minutos em quadra não foram um fator decisivo. Mykhailiuk foi o ponto positivo da noite, mostrando sua habilidade de colocar a bola no chão e finalizar a jogada perto da cesta, ele liderou o time com 12pts. Pelo Heat, Jones Jr (21pts) e Robinson (19pts em 5-6 3pt) foram os protagonistas.

    Lakers 71-77 Warriors

    O Lakers fez algumas mudanças e começou com Alex Caruso, Svi Mykhailiuk, Demarcus Holland, Johnathan Williams e Moritz Wagner. O Warriors escalou Josh Magette, Jacob Evans, Rion Brown, Marcus Derrickson e Omari Johnson.

    O terceiro e último jogo da California Classic Summer League não foi nada bonito, com os turnovers prejudicando o time Angelino do começo ao fim. Os 23 desperdícios de bola quase se igualaram ao número de arremessos convertidos (26). O Warriors também não contribuiu para a beleza do jogo e amassou o aro (37%FG e 26%3P), mas ganhou graças aos 26 pontos gerados no erro do adversário.

    Pelo Warriors, Derrickson (24pts, 11reb e 4stl) foi o destaque. Mas o que importa mesmo é que o nosso calouro Wagner fez o seu primeiro double-double (13pts, 13reb e 4blk) em . Rathan-Mayes (14pts, 5reb e 8 ast) também se destacou. O Lakers termina a sua participação no torneio com o recorde 0-3. Porém, a impressão que fica desses jogos é que o Lakers novamente acertou nas suas escolhas do Draft (Wagner e Mykhailiuk mostraram grande potencial) e que Rathan-Mayes é uma grata surpresa.

    Lakers 96-79 76ers

    O Lakers entrou em quadra com um quinteto inicial composto por Alex Caruso, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Johnathan Williams e Moritz Wagner. O Sixers começou o jogo com Demetrius Jackson, Zhaire Smith, Furkan Korkmaz, Cameron Oliver e Jonah Bolden.

    Vegas baby! Hart mostrou que está um nível acima da competição. Ele liderou o time Angelino com 24pts, convertendo 9-15 arremessos de quadra, sendo 4-8 para 3pt. Mas ele não fez tudo sozinho. Mykhailiuk exibiu seu alcance impressionante da linha dos 3pt acertando 4-8 a caminho dos seus 17pts e 9reb, mostrando mais uma vez que é muito mais do que apenas um arremessador. Wagner trouxe seu jogo completo, fazendo um pouco de tudo (16pts, 8reb, 3stl e 2blk) e levantando a torcida com a sua energia.

    O Lakers ainda obteve 15pt e 5reb de Nick King, enquanto que Jeff Ayres adicionou 5pts e 9reb, e Rathan-Mayes anotou 10pts e 3reb. Esse jogo ainda marcou a estreia de Isaac Bonga, o Point-Forward adquirido em uma troca no dia do Draft com o próprio Sixers. Ele fez algumas belas jogadas, mas cometeu 7 turnovers e mostrou que ainda é um projeto a longo prazo. Pelo Sixers, as performances de Smith (16pts) e Oliver (12pts, 8reb, 3stl e 2blk) foram insuficientes para impedir a derrota.

    Lakers 69-60 Bulls

    O Lakers repetiu a formação passada com Alex Caruso, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Johnathan Williams e Moritz Wagner. O Bulls entrou em quadra com Ryan Arcidiacono, Antonio Blakeney, Chandler Hutchison, Donte Ingram e Wendell Carter, Jr.

    Hart continuou sua campanha para MVP do torneio. Seu amadurecimento e liderança ficaram claros na vitória de hoje. O Lakers terminou o 1º quarto vencendo por 17-15, mas no 2º quarto o banco do Bulls pegou fogo e manteve o time Angelino com apenas 2 pontos nos primeiros 5 minutos. A liderança foi perdida e Mr Hart voltou para o jogo. Acertando arremessos consecutivos, ele recuperou a liderança para 35-29 indo para o intervalo. O jogo seguiu tranquilo para o Lakers até que o Bulls tentou outra reação e novamente Josh MVP Hart garantiu a vitória, terminando a noite com 19pts e 6reb.

    Wagner (8pts, 14reb, 2ast, 3stl e 2blk) e Mykhailiuk (15pts) continuam sua disputa pelo título de Steal Of The Draft. E Nick King (12pts e 8reb) começa a mostras consistência. Pelo Bulls, o único destaque foi Carter Jr (9pts, 7reb e 4blk).

    Lakers 109-92 Knicks

    A essa altura, você já conhece o quinteto inicial: Alex Caruso, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Johnathan Williams e Moritz Wagner. O Knicks escalou Allonzo Trier, Damyean Dotson, Paul Watson, Kevin Knox e Mitchell Robinson.

    Hart começou quente com 11 pontos no 1º quarto para garantir a liderança de 24-23. Wagner machucou seu tornozelo e foi escoltado até o vestiário por Magic Johnson. Ele acabou voltando, mas não jogou mais do que 9 minutos. A vantagem no 2º quarto foi garantida por Nick King e Xavier Rathan-Mayes que anotaram 18 pontos combinados no período (eles terminariam a noite somando 25 pontos juntos). Hart ainda ampliou sua contagem para 18 pontos e o Lakers foi para o intervalo com a vantagem de 53-42.

    Início do 3º quarto e o Lakers assume o controle completo da partida, ampliando a vantagem para 67-47. O que parecia que seria uma vitória fácil tornou-se emocionante graças à mão quente de Knox. O Knicks conseguiu uma corrida de 28-3 nos últimos 5 minutos do período para empatar o jogo em 78. Porém, Hart e Mykhailiuk recuperaram a vitória através da linha dos 3pts. 

    Knox anotou incríveis 29 pts, convertendo 9-22 arremessos de quadra, sendo 5-7 para 3pt e ainda coletou 9reb. Trier terminou a noite com 21pts, 10reb e 5ast. Robinson com 13pts, 8reb e 3blk. Esse Knicks não queria perder de jeito algum, mas na metade do 4º quarto a vantagem do time Angelino já era de duplos dígitos. Hart encerrou com também incríveis 27pts, 6reb, 3ast e 3stl. Caruso ainda conseguiu 10 ast, e Jeff Ayres arremessou 7-7 para 17pts. Com isso, o Lakers vai disputar os Playoffs da Las Vegas Summer League para defender o seu título. Mas antes ganhará uma rodada de descanso por ter se classificado em 1º lugar.

    Fala aí!