Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Kwame Brown se desculpou com seus companheiros de equipe após sua desastrosa exibição na derrota do Lakers contra o Suns na última quinta-feira. Na verdade, as desculpas foram mais por ter se afetado com as vaias, o que, de fato, prejudicou ainda mais sua atuação.


    "Eu me desculpo com Kobe e os demais jogadores", disse Kwame. "Eles tentaram me incentivar e eu continuei a cometer erros e demonstrar que a bola parecia estar quente em minhas mãos. Não há desculpas pelas enterradas que errei. Eu apenas tenho que subir e enterrar. A explosão não têm sido a mesma que eu costumava imprimir. Se eu não consigo enterrar, eu tenho que fazer a bandeja no mínimo. Não há desculpas para isso", disse o decepcionado Brown. Desde que substituiu Bynum, nos últimos dois jogos, ele vem com médias de 4.5 turnovers. O que foi visto no Staples Center em Los Angeles parece ter sido único, uma vez que não há registros tão significativos em relação à vaias pela torcida do Lakers à um jogador que atua pelo time que apóiam. "Eu realmente fiquei desapontado com a reação dos torcedores da forma como aconteceu", disse Kwame. "Fãs sempre serão fãs, mas minha prioridade são meus companheiros de equipe e a comissão técnica. Eu meio que me perdi um pouco e não conseguia me recuperar mesmo com meus companheiros me passando a bola. A confiança não estava lá", analisou Brown.

    Kwame tinha outra perspectiva sobre sua atuação até o início das vaias. "Na verdade, eu não comecei o jogo tão mal. Eu errei meu primeiro arremesso e desde então as vaias começaram, o que foi estranho. Eu acho que eles ainda estavam meio que em pânico devido a perda de Andrew. É realmente uma situação difícil, pois estávamos voltando pro jogo quando começaram". No dia seguinte, Brown foi treinar movimentos com Kareem e aproveitou para conversar com o técnico Phil Jackson. "Eu apenas mencionei o fato que não estava surpreso pelo apoio de seus companheiros", disse Jackson. "Nós sabemos o quão bem ele pode jogar. É uma atmosfera difícil, mas esperamos que ele volte e jogue bem na segunda", declarou o técnico do L.A. Para complicar um pouco mais a vida de Kwame, o jogo em questão será contra o Denver, que conta com Marcus Camby, um dos melhores jogadores defensivos da NBA, e, o melhor da temporada passada. "No próximo jogo, eu vou continuar tentando passar, movimentar a bola, mas, definitivamente tenho que ser mais ativo, fazer cestas de qualquer alternativa, fazendo ou errando, serei agressivo", prometeu Brown. Phil Jackson espera realmente este comprometimento, não só de Kwame, mas do time todo. "Os últimos dois grandes jogos que tivemos, contra Suns e Celtics, é desapontador que não igualamos nenhum destes times em intensidade, isto deve significar algo", finalizou o Mestre Zen. GO LAKERS GO!!!!

    Fala aí!