Espalhe!
  • Bate Papo 0
    O Lakers estreou na atual temporada da NBA enfrentando uma situação delicada. A insatisfação de Kobe Bryant com os rumos do time o levou a demandar uma troca, possívelmente com o Bulls ou Knicks, mais precisamente após a 2ª eliminação consecutiva pelas mãos do Phoenix Suns nos Playoff's do ano passado. Um vídeo amador gravado por dois jovens, sem que Kobe percebesse revelou a opinião de Bryant sobre Andrew Bynum e Mitch Kupchak (algo não tão bom), por não ter adquirido Jason Kidd, em troca da jovem promessa do L.A. Porém, as recentes boas atuações do Lakers, a contratação de Derek Fisher e a notável melhora do próprio Bynum fizeram com que Kobe mudasse de idéia em relação à sua perspectiva do time e ao grupo de jogadores ao seu redor. A renovação de Phil Jackson por mais 2 anos também garantiu liderança e respeito no comando da mais gloriosa franquia da NBA. E, como se não bastasse, uma troca despretenciosa (aos nossos olhos), trouxe Trevor Ariza do Orlando Magic por Brian Cook e Maurice Evans, e, então, o Lakers tornou-se um time mais sólido na defesa.

    "Estou feliz por estar aqui", disse Kobe. "Eu e meus companheiros estamos extremamente próximos. O basquete e seus negócios podem tornar as coisas obscuras as vezes, mas, quando você está aqui e se diverte com seus companheiros, e só pensa neles e não nos negócios à parte do jogo, é que se torna divertido". Kobe ainda não voltou atrás publicamente sobre seu pedido para ser trocado, e quando perguntado se o faria, apenas despista com frases como "Não me envolvo nisso", "Não irei comentar mais sobre este assunto", enfim. Porém, para os torcedores, o simples fato de ele declarar que está feliz já soa como se ele não quisesse mais ir embora. E claro, o sucesso do time até então é que está garantindo esta situação de felicidade do astro da Liga. Vitórias contra o Suns (duas em dois jogos), Spurs, Pistons, Utah (duas vezes), Houston, Golden State, Denver (duas em dois jogos), mostraram que o L.A pode competir em alto nível, e Kobe está confiante e cauteloso ao mesmo tempo em relação à isso. "Eu não acho que estas vitórias que tivemos foram por acaso, não sentimos isso nos vestiários após estes jogos. Tivemos que enfrentar desafios, lidar com contusões e estamos felizes por onde estamos".

    Mas, até onde pode ir este time do Lakers. Quando perguntado se o L.A seria um candidato ao título no Oeste, Kobe disse: "Nós somos muito jovens e com muito pra desenvolver, além da necessidade de amadurecimento. Mas estamos bem", disse Bryant. Parece que os momentos de tensão entre Kobe e o Lakers realmente ficaram para trás, pelo menos por enquanto, mas, mesmo tendo sido uma situação ruim, Kobe vê algo positivo após o ocorrido. "As vezes você tem que por fogo neles para entenderem que jogamos por algo maior", disse Bryant sobre seus companheiros de time. "Uma vez que eles entendam isso e me vejam vindo para os treinamentos com um semblante tipo: "Então, estou cansado de só jogar os Playoff's. Não jogo por isso. Eu não sei pelo que vocês estão jogando, mas eu não estou aqui pra isso". Uma vez que eles entendam que: " Hey, esta cara está com a cabeça voltada para um campeonato, é onde temos que nos elevar", isso acende um outro lado deles e é onde começam a ver o jogo diferente", analisou Kobe.

    Engana-se quem pensa que somente os companheiros de Kobe é que mudaram. Bryant também promoveu mudanças em sua personalidade, como todos sabem, Kobe é muito reservado na sua vida pessoal e de poucos amigos, mesmo dentro do time, algo que mudou nesta temporada. Tanto que, outros jogadores já comentaram que Kobe convida seus companheiros para almoço em jogos na estrada e outras coisas deste tipo. "Quando um time passa por isso, ou afasta ou une. Nossa equipe já passou por muitas situações, algo que definitivamente nos aproximou. Kobe é uma grande parte do time, então, o único modo de nos aproximarmos é ele se aproximar também, o que aconteceu", revelou Luke Walton. Bons tempos em L.A novamente, é o que parece. GO LAKERS GO!!



    Fala aí!