Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Após a boa vitória contra o eterno rival local, o Los Angeles Clippers, o tom das entrevistas pós-jogo era bem diferente do habitual se fosse em anos anteriores. A dificuldade que o Lakers tinha em vencer adversários mais fracos em outros campeonatos sempre foi o temor da equipe para esta temporada.

    Neste campeonato, além do sucesso no aproveitamento de vitórias contra times com recordes negativos, está acontecendo outra coisa que chamou à atenção de todos. Antes uma dificuldade, jogar dois jogos consecutivos agora é sinal de motivação. Já são 8 vitórias e 4 derrotas neste tipo de situação, ao contrário de anos anteriores onde o resultado era sempre negativo. "Ano passado, nós ganhávamos alguns jogos e relaxávamos", disse o técnico do Lakers Phil Jackson. "Este time não tem esse sentimento de satisfação com o que conseguiram até agora. Eu acho que isto vem sendo um ótimo sinal, e vital para eles, pois continuam com vontade e jogando bem".

    Algo também que hoje em dia é muito comemorado é a ascensão de jogadores que até então não tinham confiança para fazer arremessos, e o maior exemplo é Sasha Vujacic. Outros jogadores como Ronny Turiaf e Jordan Farmar também vem atuando muito bem. "Nós temos 10,11,12 jogadores que podem converter arremessos de qualquer distância", frisou Lamar Odom. "Nós estamos jogando um basquete bonito, esperamos vencer", deu o tom o talentoso ala do Lakers. Outro que está muito contente de jogar em um time vencedor é o espanhol Pau Gasol . "É muito bom", disse o pivô do Lakers. "Obviamente, nós estamos numa ótima situação, estamos jogando bem, temos confiança e as armas necessárias", analisou Pau.

    E pelo lado do Clippers? Algumas reclamações pela ausência do pivô Chris Kaman, mas, no geral, reconhecimento da superioridade do Lakers. "Eles tem uma situação única, pois tem caras como Kobe, que pode simplesmente tomar conta do jogo quando bem entende, e também caras como Pau, Lamar e Luke, que são muito versáteis", disse o ala do Clippers Tim Thomas. "Eu já posso imaginar como eles vão ficar quando Bynum voltar. Essa linha de frente será algo para se preocupar", analisou Thomas. GO LAKERS GO!!

    Fala aí!