Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Apenas Boston Celtics e New Orleans Hornets tem um melhor retrospecto em jogos fora de casa que do que o Los Angeles Lakers. E isso era algo preocupante nas últimas temporadas, onde o time ficava bem abaixo do índice de 50% de aproveitamento nestes jogos como visitante. E como o tempo muda as coisas. Andrew Bynum mudou e hoje é considerado um pivô de elite na Liga. Como ele, o Lakers mudou e passou a ser um dos melhores times na estrada no campeonato.

    O L.A venceu 9 das últimas 10 partidas fora de seus domínios e tem o recorde de 21 vitórias e 10 derrotas atuando longe do Staples Center (à não ser quando enfrenta o Clippers como visitante, como você vê na foto da matéria). Faltam 10 jogos na estrada. Não estamos dizendo que o time irá fechar com 31v e 10d, o mesmo retrospecto do time campeão de 1999'2000, mas, quanto maior o número de vitórias fora de Los Angeles, maior a popularidade da franquia em outras cidades.

    Hoje em dia é comum ouvir gritos de "MVP" para Kobe Bryant. Pau Gasol é ovacionado diversas vezes, e até mesmo Coby Karl levantou a torcida em Seattle no último jogo contra o Sonics. Estando em Charlotte ou em Los Angeles, o Lakers se sente confortável. "Estamos começando a entender que não importa se você atua em casa ou fora", disse Kobe Bryant, para depois completar: "A execução é sempre a mesma. Eu acho que estamos fazendo um bom trabalho nas execuções e em conseguir boas lideranças, jogando a partir disso", disse o astro do L.A.

    No último campeonato o Lakers venceu 17 partidas e perdeu 24. Foram 18 vitórias e 23 derrotas em 2005'2006 e 12 triunfos com 29 derrotas em 2004'2005. Com o recorde atual no geral, o Lakers está em 1º lugar no Oeste e rumo à consolidação desta posição. Será mesmo? "Depende de quem estará em 8º", disse o técnico Phil Jackson. "Tem times muito bons nesta região. Definitivamente será um confronto difícil para qualquer equipe nesta Conferência", analisou o Mestre Zen. Até mesmo Kevin Garnett reconheceu o poder de fogo do Oeste, ele disse aos repórteres assim: "O Oeste é brincadeira". Kobe Bryant foi questionado se acha que o Lakers pode competir num nível de candidato ao título, levando-se em conta a rigorosa caminhada até as Finais pelo Oeste, e disse: "Estamos lá. Sabemos o que podemos. Não é uma questão de "se". Acreditamos em nós. Sabemos do que somos capazes de fazer", disse o confiante Bryant.

    E a vitória contra o Sonics, um dia depois do triunfo contra o Clippers, deixou o Lakers com um retrospecto de 9 vitórias e 4 derrotas quando joga dois dias seguidos. Derek Fisher, membro do time de 1999'2000 que finalizou aquele ano com 19 vitórias e 2 derrotas neste tipo de situação, tem experiência neste assunto. "A grande chave que primeiramente vem a minha mente, é sobre a comissão técnica, sua habilidade de preparar o time para jogar mentalmente e fisicamente, sem que isso nos desgaste no processo", disse ele. "Existe um grande esforço, mas consciente, no sentido de assegurar que estamos descansados e preparados para jogar uma partida. É aí que se consegue as coisas, e é para isso que somos pagos, pela performance no jogo", explicou Derek.

    Um bom exemplo foi o procedimento adotado pela comissão técnica após a vitória contra o Clippers. Como o time chegou de madrugada à Seattle, o treino da manhã foi cancelado, o que possibilitou descanso aos jogadores. O Lakers conseguiu abrir rapidamente uma diferença na liderança e só administrou a vitória no final. GO LAKERS GO!!

    Fala aí!