Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Há quanto tempo escutamos nas partidas do Lakers os gritos de "MVP", quando Kobe Bryant faz uma jogada espetacular ou quando está na linha de lances livres? Este coro da torcida já é padrão, porém, para os analistas e jornalistas esportivos americanos, nunca Kobe esteve tão perto de ganhar o troféu.

    Na verdade, o pensamento é de que Kobe não só deveria ganhar como irá ganhar. Há um consenso de que Kobe sempre foi o "mais" (Most), mas não o "valioso" (valuable), coincidentemente o nome do prêmio, Most Valuable Player (Jogador Mais Valioso). Para muitos, Kobe sempre foi o melhor cestinha, mas, hoje, há um consenso na mídia esportiva americana no sentido de que Bryant é o melhor no sentido completo. "Ele têm sido o melhor jogador da Liga", disse o assistente técnico do Lakers, Brian Shaw. É fato conhecido que as pessoas que elegem o MVP votam com o conceito de que ele foi o mais valioso e tornou os jogadores à sua volta melhores, e não porque é o melhor.

    Steve Nash, o vencedor do prêmio por dois anos consecutivos teve esse argumento à seu favor. Em contra partida Shaquille O'neal exerceu anos de dominância na Liga, com três títulos, está à caminho do Hall da Fama, e só tem um troféu. "O verdadeiro valor de um super jogador é que ele torna outros jogadores melhores", disse o técnico do Lakers Phil Jackson. E isso tem sentido, pois, o que torna este prêmio especial não são números, recordes, quase tudo se trata de liderança. E liderança é o que está sobrando em Kobe neste ano. Ele vem conduzindo o Lakers não só com seus pontos, mas com orientações e assistências, ao ponto de ser quase uma unanimidade hoje. "Quando Kobe envolve todos como tem feito este ano, somos praticamente invencíveis", disse o armador Jordan Farmar.

    Kobe mudou? Muitos acreditam que sim, afinal, ele já não grita mais com seus companheiros de equipe. Ele não os ignora em seus momentos de frustração. Ele ajudou Sasha a tornar-se uma ameaça, Farmar num ótimo jogador, e até mesmo Andrew Bynum, que ele queria longe de L.A., teve ajuda do maior astro da Liga no momento. "Você consegue ver a ênfase no jogo de Kobe em envolver os outros jogadores e fazer seus companheiros de equipe melhores", analisou Phil Jackson. O problema sempre foi a determinação de Bryant. Não que ser determinado seja um problema, mas, isso de certa forma o cegava para as dificuldades dos outros. Para ele, era difícil entender que o que ele faz, nem todos podem fazer. Era possível notar essa determinação quando Phil Jackson assumiu o Lakers em 1999'2000. Há uma história curiosa e verdadeira sobre este dia. Phil pediu para todos os jogadores que estavam sentados, quando fossem chamados, levantassem-se, dissessem seu nome e um pouco sobre si. Eis o que disse Kobe: "Sou Kobe Bryant e quero ganhar um campeonato", para depois se sentar.

    Seus companheiros de time sabem deste pensamento que não sai da cabeça de Kobe. "Desde o primeiro dia, ele deixou claro para o resto de nós do que ele é feito", disse Jordan Farmar. "Nós apenas o seguimos", disse o jovem armador. E todos os jogadores estão fazendo isso, apoiando-se na liderança e perseverança de Mr. Bryant. "Este é o mais valioso Kobe que já jogou pelo Lakers", disse Brian Shaw. E para provar que números não são tudo, Kobe realmente é mais valioso que Lebron James, que tem números individuais até certo ponto melhores. Dê sua opinião, Kobe MVP? Nós pensamos que sim! GO KOBE GO LAKERS!

    Fala aí!