Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Visivelmente desconfortável com a missão de ser a 2ª opção no ataque do Lakers, o versátil ala Lamar Odom vêm jogando muito bem desde a chegada de Pau Gasol. E foi a primeira vez que chegou e passou um período de trocas e Lamar não teve preocupações ou viu seu nome envolvido em rumores.

    Ano passado ele ia para New Jersey por Jason Kidd. Há dois anos, para o Knicks, por Nate Robinson, Channing Frye e Jamal Crawford. Três anos antes, o rumor era ou para Sacramento por Peja Stojakovic ou Utah por Carlos Boozer. Este ano ele curtiu uma folga com tranquilidade durante a parada para o All-Star Game. "Estes cinco dias foram fantásticos para mim, pareceram um mês", disse o aliviado Odom. E o grande motivo para isso foi a chegada de Pau Gasol, definitivamente.

    Outra razão seria a curiosidade da comissão técnica e diretoria em ver Odom atuar junto com Gasol e Bynum. De qualquer forma, isso permitiu à Lamar relaxar, de muitas formas. Afinal, seus primeiros dias como um Laker foram de pura pressão. Ele foi o principal jogador como retorno na troca por Shaquille O'neal. Depois, com a chegada de Phil Jackson, virou o novo Scottie Pippen. Hoje, ele é a 3ª opção e provavelmente passará para 4ª quando Bynum voltar.

    Com a pressão dividida, ele melhorou seu jogo. Desde que Gasol chegou, ele pegou mais de 10 rebotes em 7 de 8 jogos. Suas médias nestas partidas são de 14.6 pontos, 12.8 rebotes e 4.5 assistências. Além disso, está arremessando e convertendo 62.5% de seus arremessos, números expressivos. "Ele está fazendo um bom trabalho", disse Jackson, que vê a chegada de Gasol como um bom motivo para isso. "Ele abre mais espaços na quadra e Odom percebeu uma maior quantidade de lugares livres no no ataque", analisou Phil. "Me sinto rejuvenescido e meu físico está ótimo", disse Odom. "Estou com 28 anos. Quero ganhar um campeonato". É isso aí Lamar, GO LAKERS GO!!

    Fala aí!