Espalhe!
  • Bate Papo 0
    O Los Angeles Lakers venceu com extrema facilidade o Los Angeles Clippers na noite de ontem em Los Angeles no Staples Center, finalizando a série entre as equipes por 3 à 0 na temporada. De quebra, o L.A. voltou a ocupar o primeiro lugar no Oeste, pois o San Antonio perdeu para o Denver no Colorado.

    Após praticamente uma década de dominância, o Lakers empatou com o Clippers no confronto direto nas últimas três temporadas, muito pela ascensão do rival e o declínio do Lakers, depois da saída de Shaq. Porém, tudo mudou tão rapidamente, que hoje, somente Kobe Bryant e cia estariam representando a cidade nos Playoff's. Derek Fisher foi peça importante na vitória, ele anotou 17 pontos, ajudando o time a conseguir uma das maiores diferença de pontos do Lakers no confronto contra o rival desde 1986, quando a vitória veio por 126 à 92. Desta vez, o placar apontou 119 à 82. O técnico Phil Jackson reconheceu a importância do triunfo, não tanto pela vantagem no marcador, mas, pelo objetivo do time. "Nosso objetivo era encerrar a temporada entre os quatro melhores times desta Liga", disse o Mestre Zen. "Hoje é um objetivo real e podemos tentar alcançá-lo", revelou Phil. Quando questionado sobre a importância de ficar em primeiro para ter mando de quadra, Jackson foi abrangente. "Eu não sei se é apenas sobre mando de quadra ou confrontos", declarou. "Seria mais sobre confronto. Mando de quadra é mais importante contra equipes como Dallas e Utah, que jogam diferente quando têm o mando", analisou o técnico do Lakers.

    Pelo lado do Clippers, indignação e reconhecimento. "Nós poderíamos ter demonstrado um melhor empenho", disse o ala Tim Thomas do Clippers. "De quanto perdemos, trinta, quarenta, isso é irreal", disse indignado o ala. Já o armador Cuttino Mobley demonstrava outro tipo de sentimento após o jogo. Ele ficou feliz por ver Kobe Bryant de volta ao cenário da disputa de título. "Estou feliz por Kobe porque tem muita gente que não gosta dele por aí", revelou Mobley. "Ele tem um time que joga com ele e que tem outros líderes na quadra como Derek Fisher, Pau Gasol, Lamar Odom e Luke Walton. São muitos jogadores com um alto QI para o basquete", analisou Cuttino. Sobre a disputa nos Playoff's, ele também deu sua opinião. "É claro que o San Antonio ainda é o melhor pois venceram o campeonato o ano passado. Mas o Lakers vai dar muito trabalho este ano", finalizou Mobley.

    Este foi outro jogo em que os titulares não atuaram no 4º período. Kobe Bryant, Derek Fisher e Pau Gasol ficaram sentados no banco assistindo os reservas. O aproveitamento nos arremessos do Lakers estava muito bom, 54.1%, Luke Walton foi o único jogador que não converteu pelo menos metade de seus arremesssos. O time teve sucesso da linha dos três pontos também, foi a melhor partida da equipe neste quesito, com 14 arremessos convertidos em apenas 23 tentativas, 60.9% aproveitamento. "É muito bom quando você faz seu trabalho e tira a chance de vencer do outro time rapidamente, e então, pode descansar", disse Pau Gasol. "É muito empolgante ter este tipo de oportunidade. Estou fascinado por isso e quero continuar aproveitando", revelou o contente pivô espanhol. Sem os titulares em quadra, mais uma vez pudemos acompanhar a torcida incentivanto em peso o novato Coby Karl. Eram gritos e mais gritos de "Co-by, Co-by", e eles foram ao delírio quando ele converteu duas cestas de três seguidas. Os tempos mudam e é tempo do Lakers agora. GO LAKERS GO!!!

    Fala aí!