Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Após perder duas seguidas, para o Hornets e para o Rockets, o Lakers entrou em quadra sob pressão contra um forte adversário. Um jogo diferente, em que até o meio do terceiro quarto estava muito tranqüilo para o Lakers e depois tornou-se uma verdadeira pilha de nervos para os torcedores do Los Angeles. Apesar disso, o Lakers conseguiu se reabilitar e chega a 46ª vitória. Caso o Houston Rockets perca o jogo, o Lakers pode igualar o record do rival na briga pela primeira colocação.

    O jogo começou movimentado e as equipes pontuavam nos seus ataques. Enquanto os Mavs se revezavam no ataque, o Lakers tinha Vladimir Radmanovic acertando seus primeiros arremessos. Depois de liderar por 7 a 6, o Lakers viu o adversário tentar uma escapada, abrindo 12 a 7. Mas rapidamente o Lakers reagiu e Kobe Bryant, até então sem tentar nenhum arremesso, apareceu muito bem para marcar 9 pontos em pouco tempo. Com o auxílio de Ronny Turiaf, que na defesa distribuiu dois tocos e no ataque fez alguns pontos, o Lakers conseguiu abrir uma diferença de sete pontos. O Dallas entretanto voltou para o jogo e reduziu a diferença para três. Melhor no final do período, o Lakers conseguiu vencê-lo por 28 a 21.

    Começando o segundo quarto com reservas em quadra nas duas equipes, o Lakers tirou melhor proveito da situação. Logo de cara Walton converteu dois lances-livres e Sasha acertou uma bola de três para ampliar a vantagem de sete para doze pontos. Com isso, Nowitzki, Dampier e Howard voltaram para quadra. Mesmo assim o time de Los Angeles seguia melhor na partida. Bryant e Turiaf vinham se apresentando bem, enquanto Walton e Farmar apareciam pelos jogadores do banco. Com uma defesa bem aplicada, o Lakers aos poucos ampliava a vantagem, mesmo depois de o Dallas tê-la reduzido para oito pontos. Nos últimos cinco minutos do primeiro tempo, o quinteto titular do Lakers voltou para quadra e não decepcionou. Com todos os jogadores fazendo pontos e fazendo uma boa defesa, o Lakers conseguiu abrir 59 a 38, depois de uma cesta de três de Bryant. E foi assim que os times foram para o intervalo, 21 pontos de dianteira para o Lakers.

    No começo do terceiro quarto as coisas continuavam como estavam até o intervalo. As equipes trocavam algumas cestas mas o Lakers mantinha o controle da partida. Kobe continuava com a boa atuação enquanto Odom, Radmanovic e Fisher o auxiliavam com alguns pontos. Do outro lado as coisas não iam muito bem, recebendo inclusive algumas vaias de seus torcedores, irritados com a baixa produtividade da equipe. Dirk era o único que vinha mais constante na equipe. O terceiro quarto ainda viu uma bela acrobacia de Kobe Bryant. O astro do Lakers converteu uma bela jogada com um 360. Entretento, Kobe cometeu sua quarta falta e teve que ir para o banco. Nesse momento o Dallas acordou de vez para o jogo, e o Lakers entrou numa pane completa. A diferença que chegou a 25 ia caindo em queda livre e após uma bola de três de Terry no estouro do coronômetro caiu para 12 no final do terceiro período.

    Se o jogo começava a ficar eletrizante no final do terceiro quarto, logo no começo do quarto e último período a partida já era dramática para os torcedores do Lakers. Com Dirk Nowitzki e Jason Terry acertando a mão, o time do Texas rapidamente reduziu a vantagem de doze para míseros cinco pontos. Nesse momento apareceu Vladimir Radmanovic. O jogador foi fundamental para o Lakers nesse momento. Primeiro acertou uma bola de três, depois outra e no ataque seguinte, sofrendo boa marcação de Dirk, ele acerta mais uma bola de três, deixando o Lakers respirar um pouco, e a vantagem, nos mesmos doze pontos do começo do quarto. Mas depois de chegar no jogo, o Mavs não deixaria barato, e não deixou. Primeiro foi Josh Howard quem apareceu bem, enquanto o Lakers se virava com Odom e Bryant. Após Vujacic acertar um importantíssimo arremesso no estouro do tempo e elevando a vantagem para sete pontos com 1:12 minutos por jogar, as coisas pareciam decididas. Entretanto, Dir Nowitzki apareceu novamente e acertou duas bolas de três seguidas para deixar em apenas 1 a diferença. Depois converteu três de quatro lances-livres que teve a disposição e a diferença era de quatro pontos. Para enfarta qualquer torcedor do Los Angeles, Terry acertou uma de três e ainda sobrava 4 segundos para o fim. Fisher foi para a linha do lance-livre e acertou apenas um. Era a chance da vitória para o Dallas e a bola não poderia ir para mais ninguém senão para Dirk, que felizmente para o Lakers errou seus arremesso de três e assim o jogo encerrou-se em 102 a 100 para o time visitante.

    Lakers

    Kobe Bryant - 29 pontos, 7 assistências
    Lamar Odom - 17 pontos, 17 rebotes
    Ronny Turiaf - 11 pontos, 5 rebotes
    Vladimir Radmanovic - 21 pontos, 10 rebotes

    Mavericks

    Dirk Nowitzki - 35 pontos, 11 rebotes
    Josh Howard - 19 pontos
    Jason Terry - 19 pontos

    Fala aí!