Espalhe!
  • Bate Papo 0
    O Los Angeles Lakers não conseguiu parar a sequência de vitórias do Houston Rockets no domingo. Mas, um outro "adversário", que ainda persiste em atormentar o sono de todos os torcedores e do técnico Phil Jackson, é o arremesso de três. É desta forma que muitos times conseguem vencer o Lakers, e o Houston usou muito esta arma para acabar com as chances de reação do time comandado por Kobe Bryant no domingo.

    E estes problemas causaram a perda da primeira posição do Oeste pelo Lakers, agora ocupada pelo próprio Houston. E numa partida que seguia equilibrada até poucos minutos antes do fim. Mas aquele velho problema veio à tona. Além das bolas de três, o armador principal da equipe adversária também matou qualquer chance do L.A. de permanecer no jogo. Rafer Alston marcou 31 pontos, a melhor marca de sua carreira, acertando 8 de 11 arremessos de três pontos, também seus melhores números como profissional. E só para piorar, o Lakers ainda enfrenta o Dallas de Jason Kidd e o Utah de Deron Williams. "Na melhor das hipóteses, mesmo se Pau estivesse conosco, esta seria uma viagem difícil", justifica o técnico Phil Jackson. "Veremos do que é feito nosso time. Veremos o que nossos jogadores podem fazer neste tipo de situação", desafiou o Mestre Zen.

    Mas, qual seria a receita para contar este tipo de jogada que vem acabando com os nervos de técnico, jogadores e torcedores? Simples, nas palavras de Phil Jackson. "Os arremessos de três tem que ser contestados", repetiu o técnico do Lakers. "Nossa defesa não se comunicou bem, tivemos apenas bons períodos defensivos no 2º e no 4º quarto". O armador reserva Bobby Jackson acertou uma bomba tripla que praticamente encerrou a reação do Lakers, faltando 3:22 no 4º período, tornando a vantagem do Rockets de 10 pontos, 96 à 86. E muitos ainda atribuem à derrota o fato de Kobe ter jogado mal, mesmo exercendo ótima marcação em Tracy Mcgrady. "Obviamente, com o jogo no final, e não tendo Pau conosco, eu vou ter que arremessar mais vezes, pois os times agora podem fazer zona (marcação) conosco e bloquear o garrafão para mim", explica Bryant. "Eu tenho que convertê-los. Tenho que entrar num ritmo, fazer um arco maior no arremesso e tudo ficará bem", disse Kobe. Phil Jackson tem outra teoria. "Eu acho que Kobe cansou", disse ele sobre o jogo. "Ele não converteu nenhum arremesso no final. Queria jogar a partida inteira, e eu concordei que ele tentasse. Mas penso que ele cansou nos últimos 4 ou 5 minutos", revelou Phil.

    Outro problema é o recorde do time no confronto direto. O time venceu uma e perdeu duas contra Houston, New Orleans e San Antonio. Contra o Rockets, não há possibilidade de reverter, já contra Spurs e Hornets, ainda há mais um confronto com cada, no Staples Center. Em caso de igualdade na campanha de dois times, o confronto direto determina quem fica a frente pela série de jogos no campeonato, ou seja, o Lakers ao final da temporada precisa ter um recorde melhor contra times em que perdeu a série regular para não cair posições em caso de empate. GO LAKERS GO!!

    Fala aí!