Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Lamar Odom nunca foi conhecido por ser um grande cestinha. Suas médias de rebotes e assistências é boa, mas não fica entre os melhores da Liga. Durante toda sua carreira, sempre foi algo de especulações sobre trocas e de que tem muito potencial mas que por diversas vezes não o coloca todo no jogo.

    Esta situação mudou um pouco desde a chegada de Pau Gasol para o Lakers. Desde então, Lamar emergiu como um importante contribuidor no time que hoje é aclamado como um dos favoritos para ser campeão da NBA. Nos 20 jogos que fez junto com Pau Gasol, suas médias de porcentagem de acerto nos arremessos, pontos, rebotes e assistências aumentaram. Não é coincidência que seu jogo melhorou depois de se tornar a 3ª opção no ataque do L.A. Por vezes, até se torna a 4ª ou 5ª, depende de quão quente estão os arremessos de Derek Fisher e Vladimir Radmanovic. "Ele está avaliando e escolhendo momentos no jogo em que é agressivo", disse o técnico Phil Jackson. "Estou muito feliz com a maneira que ele vem jogando. Hoje, ele não precisa forçar o jogo. Ele deixa o jogo vir até ele, e tem a percepção de sentir o bom momento", avaliou Jackson.

    Phil sempre foi um crítico de Odom desde que começou a treiná-lo, e, especialmente nos três primeiros meses da atual temporada, quando declarou por diversas vezes que Lamar tinha algo a mais para dar ao Lakers. Ele queria que Odom fosse mais agressivo ao procurar jogadas ofensivas. Ironia ou não, Lamar melhorou seu jogo se arriscando menos no ataque. Ele vem com média de 9.4 tentativas de arremesso desde a chegada de Pau Gasol. "Estou tentando menos arremessos, o que é incrível, porque, as vezes, eu poderia tentar mais chutes e mesmo assim as pessoas diriam "Você não está sendo agressivo o suficiente"", disse ele, sem mencionar se isso seria uma indireta para Jackson. "Se você olhar os jogos, meu número de rebotes deve ser praticamente o mesmo, , mas, estou arremessando menos. Eu acho que trata-se de um jogo mais eficienten porque Pau é tão bom passador e assim ocorrem mais espaços na quadra", analisou ele.

    Seus números fala por si. Desde a troca, Lamar vem com médias de 14.7 pontos, 11.2 rebotes e 4.2 assistências, convertendo 63.1% dos arremessos. Antes, ele obtinha números como 13.7 pontos, 10.1 rebotes e 3.4 assistências, com 51.5% de conversão dos arremessos. "É a eficiência que está me impressionando. É estranho, pois sinto que posso ter jogos onde poderia converter 100% dos meus arremessos", disse Lamar. Mas, para ele, o mais importante é que todo este momento positivo levou o Lakers a um maior número de vitórias. "Significa mais porque as vitórias estão vindo junto", disse Odom. GO LAKERS GO!!

    Fala aí!