Espalhe!
  • Bate Papo 0
    A jornada de quatro jogos fora de casa contra os principais times da Conferência Oeste reserva muita emoção e ansiedade por parte dos jogadores e torcedores do Lakers.

    É o tipo de sequência de jogos que pode afundar o time, ou até mesmo lançá-lo ao poste de "time a ser batido" no Oeste. Não tem jogo fácil. E as dificuldades começam hoje contra o New Orleans Hornets. Podemos dizer que os torcedores estão mais apreensivos, afinal, é a última grande batalha que o time vai passar antes do começo dos Playoff's. Todos se lembram do sentimento que tomava conta da torcida quando o L.A. perdeu Andrew Bynum contundido em janeiro e teria pela frente aquela que foi a mais longa viagem do time, em fevereiro, os famosos 9 jogos seguidos fora de casa. A aquisição de Pau Gasol aliviou muito a situaçao da equipe e a energizou, fazendo com que vencessem 7 das 9 partidas. "Naquele período, nós tínhamos Andrew Bynum machucado e todos sentiam que iríamos terminar com 2 vitórias e 7 derrotas. Não temos essa perspectiva agora", disse Kobe Bryant. "Todos olham para esta viagem, em geral, tendo nós como um time forte indo para o confronto contra outros times fortes", analisou o astro do Lakers.

    Apesar de mais curta, esta viagem é mais difícil, hoje no Oeste um time não pode se dar ao luxo de perder duas partidas seguidas. Veremos a seguir o porque disso. O New Orleans Hornets tem uma campanha de 43 vitórias de 20 derrotas. Eles venceram com folga os atuais campeões, o San Antonio, estão empolgados e um triunfo contra o Lakers pode aproximá-los ainda mais do 1º lugar no Oeste. O próximo adversário, o Houston Rockets só ganhou suas últimas 20 partidas em sequência, ou seja, não precisamos dizer mais nada. O Dallas Mavericks parece ter encontrado a forma certa de jogar sob a tutela de Jason Kidd, pois venceram suas últimas três partidas. O último time que o Lakers irá enfrentar será o Utah Jazz, que no último confronto que disputou contra o L.A. em Salt Lake City, detonou o Lakers por 120 à 96, e ainda sem dois titulares, Carlos Boozer e Mehmet Okur.

    Se somarmos as campanhas destes quatro times, são 172 vitórias e 86 derrotas, um índice de aproveitamento de 66.7%. O recorde dos nove times que o Lakers enfrentou na última viagem, somados, são de 256 vitórias e 321 derrotas, 44.4% de aproveitamento. "Na última viagem, o objetivo era se adaptar mentalmente e fisicamente ao longo período ausente", disse Luke Walton. "Neste caso, são apenas quatro jogos, mas é contra quatro dos melhores times da Conferência Oeste, então, será uma guerra que vai durar quatro partidas", declarou Walton. E o ala do Lakers se lembra muito bem da última partida contra o time que irá iniciar a jornada, o New Orleans. "Desde o começo, estávamos alertas defensivamente, com rotação e sendo os agressores desde o início", disse ele sobre a tática do time naquele jogo. "É algo que queremos resgatar para hoje à noite, pois não fizemos isso nos últimos jogos. Se quisermos vencer estes bons times, especiamente na estrada, é isso que devemos fazer", resumiu Luke.

    GO LAKERS GO!!

    Fala aí!