Espalhe!
  • Bate Papo 0
    A vitória contra o Golden State Warriors era importante em vários sentidos. Pode se levar em conta a briga pelas primeiras posições, evitar uma sequência de derrotas, ou até mesmo a possibilidade de entrar numa má fase. Mas, para os jogadores e torcedores, mais do que todos estes fatores, este triunfo era uma questão de honra. E o Lakers provou que tem força mesmo com jogadores importantes machucados.

    E o jogo causou fortes emoções à todos que acompanharam a partida. Desde o começo, o cenário era praticamente o mesmo do primeiro confronto. O Lakers mais uma vez se viu atrás do Warriors, e teve que se superar tanto na defesa quanto no ataque para vencer o talentoso time de Baron Davis e cia. Lamar Odom teve uma de suas melhores atuações com a camisa do Lakers, com mais uma partida em que anotou mais de 20 pontos e pegou mais de 20 rebotes. Derek Fisher foi outro que atuou com determinação, além de converter arremessos cruciais para o time nos minutos finais e na prorrogação. Kobe Bryant não esteve bem no aproveitamento dos arremessos, mas foi importante em todos os aspectos da partida e chamou a responsabilidade no final. "Foi uma grande vitória para nós", disse Kobe Bryant. "Você tem que levar em conta que estamos jogando sem dois titulares (Gasol e Bynum), e outros dois jogadores importantes para a equipe (Ariza e Mihm). Estamos seriamente desfalcados e mesmo assim jogamos bem", analisou Kobe.

    O sacrifício que os jogadores estão fazendo é de se admirar. Mesmo na partida passada, a equipe não desistiu. É claro que os erros que o time cometeu sob pressão são preocupantes, mas, quando se tem dois jogadores como Pau Gasol e Andrew Bynum para passar a bola embaixo da cesta, tudo fica mais fácil. E Phil Jackson espera que o futuro reserve uma melhor sorte ao L.A. "Se Deus quiser, teremos alguns jogadores de volta nos Playoff's, então, seremos capazes de realizar algumas variações táticas que gostamos de fazer para jogarmos do nosso jeito, seja contra times mais rápidos, mais altos ou mais fortes", disse o Mestre Zen. A partida teve momentos de pura guerra, tanto que Kobe Bryant saiu com um hematoma (corte) abaixo do olho esquerdo e Derek Fisher com problemas no joelho. "É uma marca de honra", disse Phil em tom de humor sobre o machucado de Bryant. "Ele gosta disso". Sobre Derek, Phil não demonstra preocupação. "Ele está bem. Foi apenas algo leve", disse Jackson. Pelo lado do Warriors, apenas frustração. "Foi um ótimo jogo até os 4 segundos finais", disse Baron Davis. O técnico Don Nelson fez algumas observações sobre a arbitragem, ele achou que a jogada que antecedeu a bandeja de Lamar Odom, uma falta de ataque de Monta Ellis em cima de Derek Fisher, não aconteceu. "Eu não vou reclamar. Seria multado e suspenso e tudo mais. Eu gosto do árbitro. Só não concordo com sua marcação", disse ele.

    O Lakers volta a jogar na quarta-feira, quando recebe o Charlotte Bobcats no Staples Center em L.A., partida essa que pode marcar o retorno do pivô Pau Gasol. GO LAKERS GO!!!

    Fala aí!