Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    virada_do_rei_contra_o_kings O Los Angeles Lakers conseguiu uma vitória espetacular, e de virada, contra o Sacramento Kings na Arco Arena em Sacramento, CA. Em um jogo que parecia estar perdido após três períodos, Kobe Bryant mostrou porque é o rei da NBA para o Kings. Foram 17 pontos no último quarto que ajudaram o L.A. a vencer a primeira partida contra os eternos rivais na temporada.

    O jogo estava com ares de Playoff's, mesmo antes da partida começar. A torcida do Kings veio em peso, só que não contavam também com o grande número de torcedores do Lakers presentes na Arco Arena. Mesmo com o apoio, quem começou melhor mesmo foi o time da casa. Ron Artest ditou o ritmo para o Kings desde o começo. Com agressividade e usando o fisico, ele comandou as ações iniciais e fez com que o 1º quarto acabasse 33 à 27 para os mandantes. Kobe Bryant não fazia boa partida e Lamar Odom encontrava problemas para marcar Artest, que seja com penetrações ou arremessos de fora, mantinha o Sacramento à frente. Pau Gasol era a única arma ofensiva com certa fluência no ataque. Demonstrando agressividade, Gasol cavou boas faltas em cima dos pivôs do Kings e foi diversas vezes à linha do lance livre. O Lakers, por certos momentos, chegou a encostar no marcador, mas Kevin Martin levava a melhor no duelo contra Kobe e com belas infiltrações, fez o Kings abrir vantagem de 58 à 50 faltando 58s para o final do 2º período. Derek Fisher ainda descontaria com uma bomba de três, e o L.A foi para o intervalo perdendo por cinco, 58 à 53.

    A esperança era conseguir uma rápida aproximação já no início do 3º quarto, o que aconteceu de fato em boas jogadas de Pau Gasol e Lamar Odom. Porém, sempre que o Lakers encostava no placar, Kevin Martin parecia ligar os motores, e, rapidamente, o jovem armador do Kings fez a vantagem retornar para oito pontos em dois lances livres, após também uma bonita enterrada na jogada anterior. 65 à 57 e 9:41 faltando para o término do 3º quarto. Frustrado até então, pois não encontrava espaços para seus arremessos do perímetro, Kobe ficou mais agressivo e cavou algumas faltas em infiltrações. Em uma delas, pareceu ter sofrido falta e novamente perdeu a cabeça, quase tomando uma técnica. Mikki Moore num tapinha e Ron Artest numa enterrada transformaram a diferença em dígitos duplos, 74 à 63 e tempo pedido por Phil Jackson. Kobe voltou um pouco melhor, e o time ganhou mais movimentação devido à entrada de Farmar, o que possibilitou ao L.A. terminar o 3º período perdendo somente por seis, 87 à 81.

    Logo no começo do 4º quarto, Pau Gasol cortou a diferença para apenas dois pontos com duas cestas no garrafão. Porém, Francisco Garcia, ala do Kings, acertou uma bomba de três que obrigou Jackson a pedir novamente tempo. No retorno, Sasha Vujacic devolveu o presente e Kobe Bryant percebeu que teria que ser mais agressivo do que nunca. De infiltração em infiltração, Kobe ia cavando faltas e convertendo lances livres. Lamar Odom acertou a marcação em Ron Artest, e o Lakers conseguiu praticar a defesa que não praticou o jogo todo. E foi num lance livre de Kobe que o L.A virou a partida faltando 4:05 para o final do jogo. Ron Artest errou o arremesso no ataque seguinte e Kobe cavou mais uma falta. O momento era do Lakers novamente. No desespero, o Kings partiu para o ataque e Derek Fisher, sempre atento, roubou a bola de Beno Udrih e viu Kobe livre para a enterrada. Foi um 360º de tirar o fôlego e levantou a torcida do Lakers presente no ginásio, 107 à 100 e jogo ganho para o Lakers, que só controlou o ímpeto do Sacramento na defesa e manteve a diferença na linha de lance livre, finalizando o Kings por 117 à 105. Com mais esta grande atuação, Kobe Bryant se tornou o 2º jogador mais jovem à alcançar 21.000 pontos na carreira, superando Michael Jordan e ficando atrás somente de Wilt Chamberlain. Confira os destaques da noite:

    Kobe Bryant: 34 pontos e 10 rebotes
    Pau Gasol: 31 pontos e 10 rebotes
    Lamar Odom: 19 pontos e 12 rebotes
    Derek Fisher: 17 pontos e 6 assistências

    Ron Artest: 23 pontos e 6 rebotes
    Kevin Martin: 23 pontos e 3 rebotes
    Brad Miller: 14 pontos e 12 rebotes
    John Salmons: 17 pontos e 4 rebotes

    GO LAKERS GO!!

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter