Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Uma vitória em Portland parece mesmo ser um problema para o Lakers. Mais uma vez, mesmo com extrema necessidade de vencer, o time californiano não conseguiu passar pelo Blazers. E o Rose Garden prova realmente que é um local ruim quando se trata de um confronto, seja ele decisivo ou não.

    Kobe Bryant fez o que podia, marcou 34 pontos e mesmo assim não foi suficiente. A noite começou bem, antes mesmo do Lakers entrar em quadra, já que o Utah Jazz venceu o New Orleans Hornets e deu esperanças ao L.A. de continuar lutando pelo topo do Oeste. Mas, os bons indícios pararam por aí. A chuva em Portland já dava o tom do tipo de noite que o Lakers teria pela frente. Brandon Roy jogou muito bem, inclusive igualando a melhor marca na carreira em assistências, com 12. LaMarcus Aldrigde pegou 16 rebotes, a marca mais alta no campeonato, e Channing Frye, que também teve a sua melhor noite na temporada, fez 22 pontos e 11 rebotes.

    Ao final do jogo, muita comemoração, como se o Blazers estivesse num jogo de Playoff's. "Eles pareciam um time que se preparava para fazer uma corrida pelo Oeste", disse Lamar Odom. "E nós parecíamos um time que estava em direção à longas férias", analisou o ala de ligação do Lakers. "Eles estavam "chovendo" muito bem no jogo", disse o técnico Phil Jackson, fazendo um trocadilho entre a chuva e o bom aproveitamento de arremessos do time da casa. "Falamos muito sobre isso antes do jogo, que eles tiveram nas últimas partidas marcando 80 pontos, 60 pontos. Isso é frustrante para um time. Se eles viessem e começassem bem, iriam se sentir confortáveis e foi isso que aconteceu", revelou Phil.

    O clima do jogo esquentou no final, quando Lamar Odom fez uma falta dura em Brandon Roy. Até mesmo Phil Jackson acabou levando uma técnica. "Não havia razão para minha falta técnica", disse ele. "Eu apenas disse: "Você está marcando a primeira ou a segunda falta?", e ele me deu uma técnica", disse o Mestre Zen. Como Brandon Roy caiu com violência no chão, Travis Outlaw foi tirar satisfações com Lamar Odom, e houve um princípio de confusão. "Eu acho que esta foi uma jogada crítica na partida", disse Jackson. "Não foi nenhuma falta flagrante aquilo", revelou Phil. Mesmo com esse possível erro da arbitragem, o tipo de defesa que o Lakers praticou durante o jogo não daria a vitória para o time de qualquer maneira. "Tivemos alguns lapsos no ataque. Houve alguns momentos em que não precisávamos fazer arremessos tão difíceis", analisou Jackson. "Mas, na maior parte, nosso problema foi a defesa. Não jogamos duro o suficiente, permitimos cestas fáceis", explicou Phil.

    Se tivesse conseguido a vitória, o confronto de sexta-feira contra o Hornets ganharia tom de decisão. Agora, o Lakers terá que além de vencer o time de Chris Paul, torcer por mais um tropeço do New Orleans. "Eu vi o resultado no telão no primeiro quarto", disse Pau Gasol sobre a vitória do Jazz. "Nós mencionamos isso no invervalo. Estava ao nosso alcance fazer uma corrida e terminar em primeiro no Oeste se tivéssemos vencido este jogo", analisou Gasol. Será que ainda dá? Opine, comente!! GO LAKERS GO!!!

    Fala aí!