Espalhe!
  • Bate Papo 0
    O árbitro da NBA Bob Delaney, um dos três juízes que apitaram a partida número 6 da Final da Conferência Oeste de 2002 entre Lakers e Kings, declarou em entrevista à Bob Ley da ESPN americana que não foi procurado pela NBA ou pelos investigadores sobre as alegações do ex-árbitro Tim Donaghy, que declarou que houve um "esforço" para que aquela série fosse para sete jogos.

    Delaney, um ex-soldado altamente condecorado de New Jersey, deu a seguinte declaração na entrevista: "Esta não é a primeira vez que um conhecido, ou um criminoso convicto mente sobre mim no sistema judiciário. Eu tenho um largo conhecimento da lei, e ainda treino oficiais da polícia. Já lidei com criminosos e informantes, e sei perfeitamente do que eles são capazes de fazer ou dizer. Eu não posso tecer nenhum comentário sem a permissão da NBA". Foram realizadas tentativas de contato com os outros dois juízes naquele jogo, Bavetta e Bernhardt, porém, não foram encontrados pela reportagem.

    "Ele se voltou contra seus colegas numa tentativa de mostrar que ele não era o único", disse David Stern. "O FBI fez uma profunda investigação e o senhor Donaghy é o único culpado do crime. E ele será sentenciado por este crime, apesar destas declarações desesperadas na tentativa de implicar outras pessoas", analisou o comissário da NBA.

    GO LAKERS GO!!!

    Fala aí!