Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    21 de Junho de 2008 por Renato Campos

    Na última offseason, Kobe estava infeliz. Ele queria que o Lakers o trocasse e questionou um time de calibre para ser campeão.

    Mas agora, que o time terminou a temporada chegando brilhantemente as finais, Bryant diz que está satisfeito com a equipe atual e sua previsão de futuro.

    "Estou feliz com o que temos aqui," disse ele quinta feira em entrevista com Phil Jackson e Mitch Kupchak.

    "Qualquer coisa que o Mitch resolver fazer, está decidido. Será um verão muito mais tranquilo para mim porque sei que temos oportunidade de ganhar."

    Na última temporada, quando o Lakers terminou precocemente os play-offs na primeira rodada, kobe estava irritado e pediu publicamente para ser trocado. Ele perguntava onde estava aquele time competitivo que prometeram a ele quando ele renovou o contrato com a equipe e ainda foi gravado criticando Kupchak e Andrew Bynum.

    Bryant foi vaiado no primeiro jogo em casa da temporada 2007-2008 e a troca ainda parecia a única saida. Mas o Lakers, energizado por Bynum e depois pela contratação de Pau Gasol, terminou a temporada a duas vitórias do título da NBA, e Bryant venceu seu primeiro prêmio de MVP de uma temporada.

    Enquanto Bryant estiver feliz com o jeito de jogar do time, o Lakers pode sempre ser favorito a títulos. Jackson disse ao Los Angeles Times, que quando Bynum voltar o Lakers será um time completamente diferente.

    O jornal reportou, o que todos ja imaginavam, que com a volta de Bynum, Lamar Odom seria o ala aberto com Pau Gasol voltando a sua posição de origem que é a ala de força.

    "Deve ser exatamente isso que vai acontecer," disse Jackson. "Nós podemos jogar assim. E jogadores terão que se sacrificar."

    Kupchak disse ainda que o time pode ser muito mais criativo com essa rotação e que ainda, em alguns momentos, pode jogar Odom para armação enquanto Bryant joga na ala aberta.

    "Pode ser a maior formação debaixo do garrafão em anos de NBA." disse ele. "Será um time que terá talento e versatilidade. Acho que o training camp desse ano será muito importante para Jackson testar essas opções.

    Kupchak disse ainda que pretende continuar com os free agents Ronny Turiaf e Sasha Vujacic, mas disse que o Lakers planeja trabalhar o mercado de free agents durante o verão.

    "Estamos muito acima do nosso cap, tenho olhado para a lista de free agents e ranqueamos ela. Acho que o topo da lista não é nada complicado de se negociar."

    Na quinta feira, Kobe disse que o elenco, muito jovem, pode ter reforços.

    "Não vou dizer que a derrota não machucou, é claro que sim, e vai machucar ainda mais, mas temos que levantar bem rápido e começar a pensar na revanche, "disse ele.

    "Acho que o que aconteceu nos ensinou bastante a como vencer. A vontade estava lá, mas a experiencia do Boston foi uma vantagem sobre nós."

    "Temos um grande time, " continuou Bryant. "Bostou jogou melhor, jogaram mais fisicamente do que nós. Mas ao mesmo tempo, você olha em volta e vê um bando de garotos."

    "Nós estivemos ali fazendo algo que ninguem esperava que fizessemos. É uma ótima forma de se aprender quando se é jovem e voltar no próximo ano, sabendo o que lhe espera, sabendo como lidar com isso e com as metas na cabeça. Nós ficaremos muito bem."

    Kupchak disse ao Times que Bryant está muito mais confortavel quando se encontraram na quinta feira.

    "Com certeza é um cara diferente de quando nos encontramos na outra temporada," disse Kupchak.

    E Bryant, que se juntará em um minicamp com a seleção americana em Las Vegas na próxima semana, disse que não vai mais se meter nas decisões de Kupchak em relação ao roster do time.

    "Vocês todos estão tentando sabe se irei fazer o trabalho do Mitch nesse verão," disse ele. "Eu não vou. Vou deixar tudo nas mãos dele como deve ser. Ele já fez um excelente trabalho montando essa equipe."


    Leia também: Quem voltará na próxima temporada?

    Fala aí!