Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Em baixa mas persistentes, os jogadores do Lakers retornaram ao cenário onde tiveram um colapso no 4º período do jogo número 1 das Finais da NBA. Um encontro aconteceu, houve uma sessão de arremessos e muita conversa sobre o que se precisa fazer para melhorar o jogo do time para a partida número 2 no domingo.

    E a lista é grande. Arremessar melhor, passar melhor, pegar mais rebotes, jogar melhor defensivamente e com mais agressividade. "Não sentimos que falhamos vertiginosamente em nenhum aspecto, mas ao mesmo tempo, sentimos que há muito o que melhorar", disse Derek Fisher no ginásio do Celtics, menos de 24hrs depois da derrota para o Boston por 98 à 88. Ele e o Lakers encontram-se pela primeira vez atrás numa série de Playoff's nesta temporada. Se conseguir voltar com pelo menos um empate para os próximos três jogos em Los Angeles, onde a equipe tem 8 vitórias e 0 derrotas, a viagem à Boston já terá sido considerada um sucesso.

    "É claro que esta é a primeira vez que estamos atrás e isso muda um pouco as coisas", disse Lamar Odom. "Nunca estivemos assim, mas vamos voltar lá e jogar o basquete do Lakers", prometeu ele. E Odom deu sugestões de como conseguir isso. "Movimentar a bola", ressaltou. "Executar o triângulo, aumentar o ritmo do jogo o máximo possível, tentar inibí-los, fazer bons arremessos, executar, ser um time melhor defensivamente, jogar bem mas de forma metódica", analisou Odom. Quando questionado se o Lakers precisa jogar mais físico, ele respondeu: "O que é físico? Fazer mais faltas? Empurrar mais? Eu não sei. Ajuda quando você converte os arremessos. Como time, não convertemos. Isso não é futebol (Americano), isso é basquete".

    O ataque estagnado do Lakers resultou num péssimo aproveitamento de arremessos, que também resultou num déficit na briga pelos rebotes de 46 à 33 em favor do Celtics. O L.A. arremessou e converteu 41.6% das suas tentativas, sendo que o índice foi piorando com o passar dos quartos, 33.3% no segundo tempo e 25% no último período. Bryant, que converteu apenas 9 de 26 arremessos disse que tentaria os chutes novamente se tivesse as mesmas oportunidades no jogo 2. "Quero estes arremessos novamente", disse ele. Muitos apontaram que a defesa do Boston foi responsável por este baixo índice de conversão de Kobe, porém, ele declarou recentemente que o problema foi ele não converter, e não a defesa do Celtics, por isso esta declaração de que gostaria das mesmas chances que teve no jogo 1.

    O técnico Phil Jackson ficou muito decepcionado com o baixo número de assistências do Lakers na partida, que terminou com um total de 21. Foram apenas 7 no 2º tempo e 2 no último quarto. Já Kobe não estava tão decepcionado assim. "Nós fomos bem. Não foi nossa melhor movimentação de bola. Acho que isso era esperado pois não tínhamos enfrentado este time ainda. Vamos fazer nossos ajustes e faremos um trabalho bem melhor no segundo jogo", garantiu Bryant. Perder o jogo número 1 certamente não estava dentro do planejado, porém, para Sasha Vujacic, algo de positivo pode ser tirado de uma situação assim. "Provavelmente isso nos dá um foco maior para a partida número 2", disse ele. "Talvez até tenha sido uma coisa boa que estamos atrás, para aprendermos como lidar com isso. Acho que vamos nos dar bem. É a mesma coisa da série anterior. Apenas temos que ser mais inteligentes", analisou Sasha.

    O jovem armador do Lakers fez questão de demonstrar confiança na recuperação da equipe e que os erros foram percebidos para não serem cometidos no próximo embate. "Quando jogamos um bom basquete coletivo, atuamos muito bem. Nós estávamos jogando assim, movendo a bola, mas, de repente, paramos de fazer isso e eles tiraram proveito. Converteram alguns arremessos difíceis e reconquistaram a liderança". Esperamos que isso não aconteça novamente. GO LAKERS GO!!!!

    Fala aí!