Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    lakers_escapa_da_rodada_das_zebras_e_volta_a_liderar_a_nba Los Angeles Lakers e Portland Trail-Blazers entraram em quadra para praticarem um tipo de jogo um tanto quanto escasso na NBA, o jogo de garrafão. Ambos os times possuem fortes armas nesse setor, e passaram a usá-las, transformando a partida numa batalha de muito contato físico.

    O time visitante tratou de mostrar que não estaria em Los Angeles apenas para passei e já no começo da partida assumiu a liderança, mostrando um bom basquetebol, além de contar com alguns erros cometidos pelo Lakers. Com a boa participação de LaMarcus Aldrige, o Blazers conseguiu abrir nove pontos de vantagem para o Lakers. Para se defender e voltar na partida, o time da casa contava com mais uma grande partida de Kobe Bryant, que terminou o primeiro quarto com um aproveitamento de 67% nos arremessos de quadra, anotando 10 pontos. Assim, mesmo cometendo 9 erros, o time de Los Angeles terminou o primeiro período perdendo por apenas 25 a 19.

    No segundo período, com alguns reservas em quadra, o time de Los Angeles voltou melhor e, rapidamente empatou a partida em 25. A partida era muito disputada e, no garrafão, o contato físico era intenso, principalmente entre Greg Oden e Andrew Bynum. Bynum, embora um pouco apagado no ataque, fazia um excelente trabalho defensivo sobre Oden. O jogo seguia bem equilibrado, apesar de o time de Portland continuar liderando o jogo, o Lakers se mantinha sempre próximo. Sasha Vujacic fazia um ótima partida, tanto no ataque quanto na defesa, dando a Kobe a oportunidade de descansar um pouco mais. Quando Bryant voltou para quadra, ele continuou com o bom trabalho e assim, o Lakers assumiu pela primeira vez a liderança por 51 a 50, placar que se manteve até o fim do primeiro tempo de jogo.

    Com o jogo bastante parelho no primeiro tempo, Lakers e Blazers voltaram para o terceiro período separados por apenas um ponto. Porém, isso logo mudaria. Logo no começo do terceiro quarto, Pau Gasol tratou de mostrar todo o seu arsenal ofensivo, convertendo cestas de todos os modos possíveis, incluindo uma bela enterrada sobre Oden. Bynum, completamente apagado no ataque, fazia uma grande partida defensivamente, conseguindo conter as ações ofensivas de Oden no garrafão do Lakers. E foi mesmo a defesa mostrada pelo Lakers no terceiro período que impressionou a todos. O time mostrou mais uma vez que sabe muito bem defender quando for preciso, forçando o adversário a cometer vários erros, incluindo duas vezes em que o Portland estourou os 24 segundos de posse de bola. No ataque, o time manteve o ritmo do primeiro tempo e esteve muito bem nos arremessos de três. Sasha, muito bem no jogo, conseguiu inclusive uma jogada de 4 pontos, ao converter uma bola de três e ainda sofrer a falta. Dominando amplamente, o Lakers venceu o período por 30 a 16, levando 15 pontos de vantagem para o último quarto.

    O quarto período serviu mais uma vez como um treino de luxo para o time do Lakers. Logo no começo, contando com bons arremessos de Radmanovic na linha dos três, o time chegou a abrir 19 pontos. Bryant, que iniciou o período no banco, praticamente não entrou em quadra, podendo descansar bastante. Foi a vez então dos reservas entrarem em quadra. Jogadores como Mihm, Yue, Powell, que poucas vezes tem entrado em quadra nesta temporada ganharam seus minutos. Foi então apenas esperar o fim do jogo, que acabou em 100 a 86 para o Los Angeles Lakers.

    Com a vitória, o Lakers escapa da "rodada das zebras" que teve as derrotas do Orlando Magic para o Toronto Raptors, do Cleveland Cavaliers para o Washington Wizards, do Dallas Mavericks para o Memphis e do Boston Celtics para o New York Knicks. Além disso, o Detroit escapou por pouco da zebra ao vencer o Clippers por apenas um ponto. Beneficiado pela derrota dos rivais, o Lakers volta a possuir a melhor campanha da NBA, com 27 vitórias e apenas 5 derrotas.

    Destaques:

    Kobe Bryant: 26 pontos (11-19 FG), 3 assistências.
    Pau Gasol: 19 pontos (7-9 FG), 5 rebotes.
    Vladimir Radmanovic: 16 pontos (4-6 FG), 4 rebotes.

    Fala aí!