Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    coletivo_comanda_vitoria_em_la Com a série empatada em dois jogos a dois, Los Angeles Lakers e Denver Nuggets voltaram para o Staples Center para a disputa do jogo cinco da grande decisão do Oeste. Com a série empatada, o jogo cinco é sempre muito importante, sendo sempre uma importante chave para o sucesso. Com tamanha importância na partida, era normal esperar mais uma vez um jogo muito disputado.

    E logo desde o início da partida este grande equilíbrio mostrou-se presente. Mesmo com o Denver tendo um começo de jogo ligeiramente melhor, o Lakers rapidamente entrou em jogo e deixou o placar na igualdade. Contudo, desde os primeiro momentos, o time do Lakers mostrava-se um pouco diferente dos demais jogos na série. Algo que de certa forma faltou nos últimos jogos, o coletivo do time mostrou-se muito importante.

    Andrew Bynum, até então discreto na série teve um importante papel no começo da partida, tanto no ataque quanto na defesa, quando conseguiu conter várias infiltrações do time rival. Como um todo, a defesa do time mostrava-se mais consistente do que em outros jogos, com os jogadores mostrando mais vontade em evitar pontos fáceis por parte do rival.

    Destaque absoluto nas outras partidas, Kobe Bryant não precisou se exaustar tanto quanto em outras vezes e, assim, agiu mais como um facilitador das jogadas ofensivas, algo muito importante para o time. E mesmo o banco de reservas, desta vez mostrou-se capaz de dar um certo descanso aos titulares. O sempre criticado Luke Walton entrou em quadra e fez muito bem sua função. Com alguns pontos no ataque, mas principalmente ajudando muito na defesa, o ala fazia boa partida.

    Do outro lado, o Denver Nuggets seguia liderado por Carmelo Anthony e Chansey Billups, além de contar com a boa participação de seus coadjuvantes. Dessa forma, mesmo com um Lakers diferente, o time do Colorado conseguia se manter a frente ou próximo no marcador. Com tanto equilíbrio, com o passar do tempo e dos quartos, o jogo não saia do empate. No primeiro quarto, empate em 25; no segundo, em 56; e no terceiro em 76.

    Com tudo, apesar de tanto equilíbrio, dois fatores ainda não mencionados aqui roubaram a cena e foram decisivos para o resultado da partida. O primeiro destes fatores já vinha muito bem em todo o jogo, que foi o fator Lamar Odom. Sumido em outros jogos, o ala foi muito mais agressivo o tempo todo e era sempre uma forte arma para o ataque. O segundo decisivo fator foi a disposição do time no quarto período. Desde os primeiros minutos, o time mostrou-se extremamente focado e compenetrado. Dessa forma, o time rapidamente abriu uma vantagem que seria decisiva para a partida. No final. Lakers 103, contra 94 do Denver.

    Agora, o time de Los Angeles volta a liderar a série, desta vez por três jogos a dois e precisa de apenas mais uma vitória nos próximos dois jogos para garantir sua classificação para a grande decisão da NBA. A primeira tentativa para garantir o título do Oeste será nesta sexta-feira, em jogo que será realizado em Denver.

    Fala aí!