Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    31 de Maio de 2009 postado por Renato Campos

    dwight_howard_coloca_magic_na_final_da_nba O pivô Dwight Howard deu um show de classe e liderança para comandar o Orlando Magic na vitória por 103 a 90 em cima do Cleveland Cavaliers na sexta partida das finais da Conferência Leste da NBA, conseguindo assim a vaga para a final da competição pela primeira vez desde 1995.

    O Magic, que ganhou por 4 a 2 a série melhor de sete, disputará sua segunda final da NBA na história da equipe, após este jogo decisivo da conferência disputado no Amway Arena.

    A classificação do Magic para a final da NBA se transforma na grande surpresa da competição depois de eliminar as duas equipes que eram favoritas para lutar de novo pelo título da liga.

    Primeiro ganharam nas semifinais do Boston Celtics, campeão da liga no ano passado, e depois o Cavaliers, que teve a melhor marca da NBA (63-19) durante a temporada regular.

    Howard, que marcou 40 pontos, deu um show de poder físico e domínio de jogo ao conseguir 14 rebotes, dar quatro assistências e um toco.

    Howard respondeu em cada momento a sua condição de líder e inclusive superou sua disciplina pendente, os lances livres, pois anotou 12 de 16 tentativas.

    Junto a Howard, outros quatro jogadores o ajudaram com duplos dígitos.

    Entre eles o ala Rashard Lewis, que marcou 18 pontos, incluindo três de tres pontos, outra das armas que destruíram a defesa do Cavaliers, e oito rebotes.

    O ala-armador Mickael Pietrus foi outro destaque com 14 pontos, incluindo 4 de 7 cestas de três pontos.

    Se o Magic dominou no ataque, na defesa foram ainda superiores com nada menos que 47 rebotes contra apenas 34 do Cavaliers.

    Além disso, a franquia de Orlando teve 46% de certo nos arremessos de quadra e 81% (17-21) de tiros livres contra apenas 50% (12-24) do Cavaliers.

    A primeira partida da final da NBA será disputada na próxima quinta-feira no Staples Center de Los Angeles no formato de 2-3-2, com a vantagem de campo para o Lakers.

    Fala aí!