Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    tecnico_e_jogadores_do_denver_criticam_arbitragem No Denver Nuggets, a insatisfação com a arbitragem na derrota da equipe para o Lakers no jogo número 5 das Finais da Conferência Oeste, realizado no Staples Center, era aparente no vestiário após o embate dos times. Mesmo cautelosos sobre punições, tendo o exemplo do que aconteceu com o técnico do Lakers Phil Jackson, que teve que pagar U$25.000 por criticar os árbitros em Denver, os jogadores do Nuggets demonstraram insatisfação.

    "Estou economizando dinheiro cara", disse Martin, ao se recusar a falar sobre o assunto. "Eu já dei a eles U$25.000". Foi por isso que ele se recusou à falar, afinal, se ele começasse, quem sabe aonde iria parar? "Eu não vou entrar neste mérito. Guardarei meu dinheiro. Se eu começar, não vou parar", revelou ele. "Tenho três filhos, um de 8, um de 6 e uma de 4 anos. Vou economizar esta grana", disse Kenyon, que marcou 12 pontos e pegou 5 rebotes em 36 minutos de partida.

    O engraçado em tudo isto é que o time do Denver poderia se resumir a analisar o que aconteceu de errado, principalmente a corrida de 11 à 0 que o Lakers imprimiu para virar o marcador, e trabalhar em cima disto. Carmelo Anthony preferiu outra alternativa, de simplesmente colocar tudo isto de lado e seguir em frente. "Agora já foi", disse ele sobre o assunto. "Não há nada que possamos fazer sobre este jogo. Já terminou. Não há necessidade de reclamarmos dos árbitros, das faltas não marcadas. Para que? Ainda temos que jogar. Temos o jogo número 6 em casa na sexta. É ir lá, impor nosso jogo e voltar para cá", analisou ele.

    O técnico do Denver George Karl demonstrou insatisfação com o trabalho dos homens do apito, porém, assim como Martin, prefere manter a cautela. "Não quero ser multado", disse ele. "Não farei o jogo que o Phil fez, pois ele é muito melhor que eu nisso, muito mais filosófico sobre o apito e como isso afeta tudo", alfinetou George. "Cada jogador no meu vestiário está frustrado, desde os armadores até os pivôs. Veja as estatísticas. Gasol vai para cima de 20 arremessos, e 20 arremessos batem no aro, e coleta apenas uma falta. Nossos pivôs fizeram 16", salientou ele.

    Mesmo com esta insatisfação, a corrida de 11 à 0 do Lakers também foi apontada como um dos fatores decisivos para a derrota do time do Colorado. "Eu acho que está foi a diferença da partida, na minha opinião", disse Martin, para depois complementar. "Erramos arremessos fáceis. Eu sei que errei alguns dentro do garrafão. Eles vieram e conseguiram algumas cestas fáceis, arremessos desmarcados", analisou ele. Carmelo Anthony, que anotou 31 pontos na partida disse que seu tornozelo machucado está um pouco inchado, "mas ficou bem esta noite". O que não o agradou foi o maior foco defensivo em cima dele pelo L.A. "O Lakers não vai me deixar vencê-los. É assim que são as coisas. Toda vez que tento infiltrar, vejo dois, três caras ao mesmo tempo", revelou ele. "Encaro isto como um sinal de respeito. Se eles estivessem lá e recuando, não dando atenção à mim, encararia como desrespeito", finalizou Anthony.


    GO LAKERS GO!!!!

    Fala aí!