Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    11 de Maio de 2016 por Renato Campos

    O último jogo de Kobe Bryant está prestes a completar um mês, e os contos daquele dia começam a surgir. 

    Esta semana, Gordon Hayward, o responsável por marcar Kobe naquele jogo fez um post em seu site oficial GordonHayward20.life relembrando como foi aquele momento. Em um post bastante detalhado, Hayward diz que os jogadores sabiam que tinham sido eliminados dos playoffs minutos antes da partida mas que entraram em quadra para vencer. Mas o que aconteceu, não estava nos planos dos jogadores do Jazz.

    Existiam pelo menos 50 cameras ao redor de Kobe. E ai o jogo começou. A atmosfera do Staples Center era muito diferente do que qualquer coisa que eu já tinha vivido. Todos no ginásio estavam muito animados em poder ver Kobe pela última vez. E toda vez que Kobe pegava na bola, eles pediam que ele arremessasse e nos vaiavam por tentarmos defender. 

    Hayward ainda disse...

    Venciamos por uma diferença de digitos duplos pela maior parte do segundo tempo, e lideravamos por 10 pontos faltando apenas três minutos para o fim do jogo. Foi aí que Kobe começou a acertar aqueles arremessos e o placar começou a ficar apertado. Muitos de nós estavam em choque naquele momento.

    Parecia que estavamos fazendo parte de um filme, ou mesmo fazendo parte de uma partida de video game. Nada estava sendo muito normal naquele momento. Um cara marca 60 pontos e arremessa quase 50 bolas em um jogo. 

    Hayward é um grande defensor, e comentou também que marcar Kobe Bryant foi uma das tarefas mais complicadas que já vivenciou em sua carreira. O jogador do Jazz disse ainda que em determinados momentos não se podia fazer mais nada, porque tudo que Kobe fazia dava certo.

    Hayward termina seu testemunho dizendo que espera nunca mais ter que defender alguém desta forma:

    Quando ele começou a acertar aqueles arremessos em sequência, a torcida acompanhava seu ritmo. Não tinha mais nada a ser feito. Nunca mais quero precisar defender alguém desta maneira - em uma situação que todos do outro time estavam alimentando o seu oponente para que só ele arremessasse.

    O último jogo de Kobe Bryant irá fazer um mês, mas as histórias desde jogo lendário, vão soar para sempre.

    Fala aí!