Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    jordan_clarkson_merece_ser_cobrado

    Passados quase 30 jogos na temporada, já se tem uma noção do quanto o novo Lakers pode produzir em alto nível. Apesar de normal pra muitos, visto que não era esperado uma temporada competitiva, o time teve uma decaída em sua produção, que coincidiu com o declínio de um jogador: Jordan Clarkson. Rapidamente, condenações e pedidos de troca foram feitos ao jogador de 24 anos. A questão é: As criticas são fundadas? Ou são apenas por puro imediatismo?

    Mesmo numa sequência ruim, Clarkson continua sendo um dos jogadores mais regulares do time e um dos melhores reservas da NBA. Com pouco mais de 14 pontos em 29 minutos de ação, Jordan contribui muito pontuando. Além disso, é o maior roubador de bolas do time. Clark é simplesmente o quarto reserva de toda a NBA que mais pontua, atrás apenas de Lou Williams, Wilson Chandler e Eric Gordon. Por que tanta pressão em cima dele?

    Na várzea que foi o último ano em Los Angeles, Clarkson contribuiu com 15.5 pontos por jogo, a segunda maior média, atrás apenas de Kobe Bryant. Como prova de sua regularidade, só perdeu três jogos na temporada passada inteira. Jordan também conseguiu essas estatísticas no pior ataque de toda a liga. Sim, o pior ataque, com míseros 97.3 pontos de média. Possivelmente foi o melhor jogador da equipe. Isso tudo em seu segundo ano.

    Analisando o contexto de sua chegada ao Lakers, mais inexplicáveis ainda ficam suas cobranças. Selecionado pelo Washington Wizards na 46° escolha, o jogador foi comprado por Mitch Kupchak no fim do Draft e surpreendeu até o mais otimista dos torcedores. Seu contrato é magnífico, recebendo apenas 12,5 milhões por ano. Se fosse feito na temporada passada, seu valor seria de aproximadamente 9 milhões. Ínfimo para um jogador de seu calibre.

    Mesmo sendo um jogador de banco, mesmo produzindo em alto nível, mesmo recebendo menos que deveria, Clarkson é questionado. Talvez seja por ter atingido seu suposto teto, ou por sua defesa bastante questionável. O certo é que ele é um jogador de rotação e não uma estrela. Nem deveria ser. A pergunta que se deve fazer é: Será que o Lakers seria campeão sem Derek Fisher e Lamar Odom, ou sem Michael Cooper e A.C. Green? Provavelmente não.

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter