Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    01 de Dezembro de 2016 por Renato Campos

    Se você começou a assistir a partida desta quarta contra o Bulls em Chicago, pode ter facilmente desistido no primeiro período e ter ido pra cama mais cedo para estar bem disposto na manhã de hoje. Mas se você está aí, morto, com olheiras, porém feliz, deve estar até agora se perguntando como é que foi que o Lakers conseguiu sair com a vitória por 96-90 do lendário United Center.

    Vamos supor que realmente você não tenha visto o jogo. Analisando as estatísticas da partida, vai logo notar que o Lakers cometeu 23 desperdícios de bola. Foi um erro atrás do outro. Se o time tivesse saido com a derrota, muito estariam comentando as jogadas afobadas de Julius Randle, os passes de mão de maionese de Timofey Mozgov e até mesmo estaria criticando o pobre Brandon Ingram que nos segundos finais jogou a bola pro alto e quase entregou o ouro pro adversário.

    Agora vamos analisar outros fatos. Mesmo com todos esses desperdícios e jogadas afobadas, o Lakers não deixou de lutar.

    Que partida do Randle! Que partida do Ingram! Como jogou o Clarkson! E esse Lou Williams, hein? Sensacional!

    Foi assim. Com luta e esforço máximo que o Lakers acabou tomando de assalto a partida do Bulls. Ofensivamente o time teve baixo aproveitamento. Ingram por exemplo acertou apenas um arremesso dos seus nove. Mas foi a defesa que fez a diferença e fez com que o Bulls tivesse aproveitamento ainda pior com direito a "air-ball" de Jimmy Butler nos segundos finais lá da linha dos 3 pontos.

    A entrega também fica vidente nas estatísticas. Além dos 13 pontos, Randle pegou 20 rebotes, sendo nove deles ofensivos. Ingram ficou em quadra por 41 minutos e mais uma vez dificultou e muito o trabalho de ataque do adversário. Assim como nas demais partidas, o banco fez a diferença e com Williams e Clarkson, ambos com 18 pontos, bateu o banco do Bulls por 56 x 16.

    Não vale esquecer o trabalho sujo feito por Larry Nance Jr e Luol Deng. Nance além dos 11 rebotes, marcou 12 pontos e ainda roubou três bolinhas. Já Deng, parecia mais determinado e por algumas vezes o vimos atacar a cesta, o que resultou em 10 pontos e oito rebotes.

    Ao final do jogo, era visível a alegria do técnico Luke Walton que não conseguia esconder o sorriso. Antes de deixar a quadra disse em entrevista:

    Nossos jogadores estão provando que quando estão em situações muito complicadas, não temem o desafio. @LukeWalton

    E assim o Lakers chegou a sua décima vitória na temporada.

    Atuações:

    MOZGOV: 2 pts, 2 reb, e 1 ast em 17 min (1-4 FG);
    RANDLE: 13 pts, 20 reb, 2 ast e 2 rou em 31 min (4-13 FG);
    DENG: 10 pts, 8 reb e 2 rou em 25 min (3-9 FG);
    INGRAM: 8 pts, 3 reb, 3 ast, 2 rou e 1 toc em 41 min (1-9 FG);
    CALDERON: 7 pts e 1 ast em 17 min (3-4 FG);

    NANCE JR.: 12 pts, 11 reb, 1 ast e 3 rou em 26 min (5-8 FG);
    BLACK: 6 pts, 1 reb e 1 toc em 12 min (2-2 FG);
    ROBINSON: 2 pts, 6 reb, 1 ast e1 rou em 9 min (1-2 FG);
    WILLIAMS: 18 pts, 5 reb, 5 ast, 1 rou e 1 toc em 28 min (4-12 FG);
    CLARKSON: 18 pts, 4 reb, 3 ast e 1 rou em 34 min (9-18 FG);

    Bulls

    J.BUTLER: 22 pts, 4 reb, 2 ast e 3 rou em 40 min (4-18 FG);
    R.RONDO: 14 pts, 8 reb, 6 ast e 2 rou em 36 min (6-12 FG);
    D.WADE: 17 pts, 4 reb, 6 ast e 2 rou em 30 min (7-15 FG);

    Fala aí!