Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Felipe Valente Bettega

    27 de Julho de 2018 por Felipe Valente Bettega

    Você já conferiu AQUI no site uma análise sobre a primeira parte da Summer League, antes do início dos playoffs da competição.

    Agora, nesta sequência, analisamos os jogos posteriores, inclusive a final, perdida para o Portland Trail Blazers. Ao final, um comentário e opinião sobre os principais atletas do time, que serão aproveitados no elenco principal na próxima temporada.

    12/07/18 Oitavas De Final

    Los Angeles Lakers 82-69 Los Angeles Clippers

    O Lakers entrou em quadra com um quinteto inicial composto por Alex Caruso, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Johnathan Williams, e Jeff Ayres. O Clippers começou o jogo com Jawun Evans, Sindarius Thornwell, Desi Rodriguez, Reggie Upshaw Jr., e Angel Delgado.

    Nenhum desafio para o time Angelino, que liderou o jogo de ponta a ponta, dando ao Clippers um gostinho do que está por vir na temporada regular: o restabelecimento da hierarquia em Los Angeles (o verdadeiro vencedor e o freguês fiel).

    O Clippers tentou se manter no jogo, graças às boas atuações de Thornwell e Rodriguez que anotaram 17 pts cada. Mas a excelente defesa do Lakers limitou o aproveitamento da equipe adversária (FG% 35.3 e 3P% 22.2).

    O melhor time de Los Angeles contou um ataque balanceado para vencer. Hart começou mal, errando cinco dos seus primeiros seis arremessos. Mas encontrou o ritmo no 3º quarto e terminou a noite com 20 pts, 6 reb, 2 stl e 2 blk. Mykhailiuk o seguiu com 15 pts, 3 reb e 4 ast.

    15/07/18 Quartas De Final

    Los Angeles Lakers 101-78 Detroit Pistons

    O Lakers entrou em quadra com um quinteto inicial composto por Alex Caruso, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Johnathan Williams, e Jeff Ayres. O Pistons entrou em quadra com Kenneth Smith, Bruce Brown, Reggie Hearn, Henry Ellenson, e Nnanna Egwu.

    LeBron James foi conferir de perto seus novos colegas de time e com certeza gostou do que viu. Hart ditou o ritmo do jogo, convertendo um arremesso de 3 pts e duas bandejas para abrir a liderança em 11-3. O domínio continuou e o placar ao fim do 1º quarto era 33-14.

    Resultado de imagem para lebron james lakers summer league

    O Pistons gostou do jogo no 2º quarto enquanto os reservas estavam em quadra e cortou a liderança para 10 pts. Mas Josh MVP Hart voltou e restaurou a ordem, encerrando o a primeira metade com o placar 55-40. Ele terminaria a noite com 18 pts, 2 reb, 4 ast e 2 stl.

    A equipe de Detroit tentou, mas a agressividade de Mykhailiuk em ambos os lados da quadra garantiu a vantagem por 75-56. O Sniper Ucraniano alcançaria 19 pts, 4 reb e 2 ast. O jogo seguiu tranquilo até o final, com oportunidades para outros jogadores mostrarem serviço, como Ayres que conquistou um double-double (10 pts e 10 reb). Pelo Pistons os destaques foram Ellenson com 22 pts e Zach Lofton com 21 pts.

    16/07/18 Semifinal

    Los Angeles Lakers 112-109 Cleveland Cavaliers

    O Lakers entrou em quadra com um quinteto inicial composto por Xavier Rathan-Mayes, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Johnathan Williams, e Jeff Ayres. O Cavaliers escalou Collin Sexton, John Holland, Jamel Artis, Okaro White, e Marcus Lee.

    O Lakers encerrou o 1º quarto ganhando por 28-23, graças à mão quente de Mykhailiuk. O Sniper Ucraniano acertou todos os quatro arremessos de 3 pts, encerrando o período com 14 pts. Ele esfriou no 2º quarto, mas Hart converteu duas bandejas consecutivas e uma bola de 3 pts para aumentar a vantagem para 45-37.

    No entanto, o time Angelino não conseguiu desgarrar no placar e o Cavaliers foi ganhando momentum, perdendo a primeira metade por apenas 50-47. A equipe de Cleveland lutou e alcançou a liderança no 3º quarto. Mas como vimos inúmeras vezes na competição, Hart assumiu o controle do jogo e encerrou o quarto com a vantagem de 73-71.

    O que se seguiu foi um duelo lá e cá, com ambos os times tentando fazer a cesta decisiva. Mas nem Hart e nem Sexton conseguiram impedir que o jogo fosse para a 2ª prorrogação. O confronto mais emocionante do torneio foi então decidido pela bandeja de Ayres (20 pts e 5 reb), com a assistência de Rathan-Mayes.

    Para mim, o armador mostrou mais uma vez porque é melhor do que Alex Caruso. XRM consegue controlar o ritmo do jogo, com ótimos passes e arremessos (12 pts e 9 ast). Caruso é limitado a defender e propenso a cometer turnovers.

    Hart foi estelar com 37 pts (convertendo 13-28 arremessos de quadra, sendo 6-15 bolas de 3 pts) e 9 reb. Mykhailiuk foi mortal com 31 pts (convertendo 12-20 arremessos de quadra, sendo 6-11 bolas de 3 pts). Pelo Cavaliers, Sexton anotou 27 pts, seguido por Holland e Artis com 17 pts cada.

    17/07/18 Final

    Los Angeles Lakers 73-91 Portland Trail Blazers

    O Lakers entrou em quadra com um quinteto inicial composto por Alex Caruso, Josh Hart, Svi Mykhailiuk, Johnathan Williams, e Jeff Ayres. O Blazers iniciou com Wade Baldwin IV, John Jenkins, Jake Layman, Caleb Swanigan, e Zach Collins.

    A revanche da Final do ano passado terminou com a vingança dos derrotados. O Blazers teve tranquilidade do começo ao fim, graças ao péssimo aproveitamento do time Angelino (FG% 39.1 e 3P% 14.3).

    O time de Portland teve seis jogadores pontuando duplos dígitos, mas seu destaque foi K.J. McDaniels que anotou 17 pts e 7 reb vindo do banco para conquistar as honras de MVP da Final.

    Pelo Lakers, não consigo destacar uma performance individual nesse jogo. 

    O Que Aprendemos Com A Summer League?

    Com tudo isso, podemos traçar uma análise dos três principais jogadores do elenco da Summer League, que serão os mais aproveitados no elenco do time principal no decorrer da temporada 2018-19.

    Moritz Wagner PF-C

    Jogou três temporadas pela Universidade de Michigan, com as seguintes médias em sua última campanha: 14.6 pts, 7.1 reb, 0.8 ast, 1.0 stl, 0.5 blk, 1.4 tov, FG% 52.8, 3P% 39.4, FT% 69.4, em 27.6 minutos em quadra. Moe foi MVP de sua conferência Big Ten, levou sua equipe até a Final do Torneio da NCAA, e foi selecionado pelo time Angelino com a 25ª escolha.

    Em Las Vegas jogou apenas as três primeiras partidas, devido a lesões em seu joelho e tornozelo esquerdos. Ambas foram contusões leves com as quais não precisamos nos preocupar, mas também não precisávamos correr o risco de agravar em jogos não tão importantes, e por isso o time lhe manteve fora. Terminou com médias de 10.3 pts, 8.0 reb, 1.0 ast, 2.7 stl, 1.3 blk, 0.7 tov, FG% 36.7, 3P% 22.2, FT% 63.6, em 21.0 minutos em quadra.

    Por seu estilo de jogo e naturalidade Alemã, as comparações com Dirk Nowitzki são inevitáveis. O que eu observei é que ele é um exímio arremessador do perímetro, usando o pick-and-pop como seu carro chefe. Também é mortal quando se posiciona na linha dos 3pts para esperar o passe e arremessar sem driblar. Mas seu jogo não é limitado a isso, mesmo não sendo um jogador forte fisicamente. Para atacar o garrafão, conta com um excelente trabalho de pés para criar distância do seu marcador. Quando isso falha, no entanto, ele costuma tomar tocos. Na defesa, Moe é genial para interceptar passes e gerar o contra-ataque. Não tem medo de brigar pelos rebotes, mas pode ser subjugado por um pivô mais físico. Apesar disso, é bom no box out.

    Resultado de imagem para moritz wagner summer league

    Em minha opinião, temos uma joia em nossas mãos que irá brilhar no esquema de Luke Walton. Com jogadores habilidosos para criar jogadas como Lonzo Ball, Rajon Rondo e Lance Stephenson, o alemão poderá pontuar à vontade e brigar pela vaga de Center titular.

    Sviatoslav Mykhailiuk SG-SF

    Jogou quatro temporadas pela Universidade de Kansas, com as seguintes médias em sua última: 14.6 pts, 3.9 reb, 2.7 ast, 1.2 stl, 0.3 blk, 1.7 tov, FG% 43.4, 3P% 44.4, FT% 80.4, em 34.5 minutos em quadra. Svi foi All-Big 12 Second Team, levou sua equipe até a Semifinal do Torneio da NCAA, e foi selecionado pelo time Angelino com a 47ª escolha.

    Em Las Vegas jogou sete partidas e terminou com médias de 16.6 pts, 4.0 reb, 2.1 ast, 0.4 stl, 0.3 blk, 0.9 tov, FG% 48.3, 3P% 40.8, FT% 75.0, em 24.7 minutos em quadra. Tal desempenho lhe rendeu o lugar no All-Summer League Second Team.

    Imagem relacionada

    O Sniper Ucraniano é como eu gosto de chama-lo, por seu arremesso rápido, preciso e de longo alcance. Sabe muito bem posicionar-se na linha dos 3pts, seja durante a transição, seja durante o ataque de meia-quadra. Independente de outros jogadores para criar seu próprio arremesso, conseguindo com o seu drible gerar separação suficiente do defensor para arremessar de longa distância. Seu Q.I. é altíssimo, sabendo escolher quando arremessar e quando enganar a defesa fingindo o arremesso e partindo para a infiltração.

    Em minha opinião, temos o roubo do Draft e ele irá se desenvolver em uma máquina de 3pts. Pelo menos no ataque, eu vejo potencial Klay Thompson. Não ganhará tantos minutos logo na primeira temporada, mas pode apostar que o veremos incendiando algumas partidas com a sua mão quente.

    Josh Hart PG-SG

    Jogou quatro temporadas pela Universidade de Villanova e ganhou inúmeros prêmios individuais. Em seu terceiro ano, levou sua equipe ao título da NCAA e flertou com a ideia de se inscrever para o Draft. Mas optou por jogar mais um ano, no qual teve médias de 18.7 pts, 6.4 reb, 2.9 ast, 1.6 stl, 0.3 blk, 2.0 tov, FG% 51.0, 3P% 40.4, FT% 74.7 e foi o jogador do ano da Conferência Big East.

    Josh foi inicialmente selecionado pelo Utah Jazz com a 30ª escolha. E então trocado junto com Thomas Bryant (42ª escolha) para o time Angelino, por Tony Bradley (27ª escolha). Jogou 63 partidas pelo Los Angeles Lakers, estando no quinteto inicial em 23 delas. Considerando suas médias apenas como titular: 13.3 pts, 6.0 reb, 2.0 ast, 1.0 stl, pode ser considerado o calouro mais consistente do time.

    Em Las Vegas jogou sete partidas e terminou com médias de 22.4 pts, 4.7 reb, 2.3 ast, 1.3 stl, 0.4 blk, 1.4 tov, FG% 44.7, 3P% 35.6, FT% 77.3, em 27.0 minutos em quadra. Tal desempenho lhe rendeu o lugar no All-Summer League First Team e as honras do prêmio de MVP.

    Com toda essa experiência no currículo, Josh jogou esse torneio como um homem no meio de meninos. A diretoria não fazia questão que ele jogasse mais do que duas partidas, mas ele os convenceu de jogar a competição inteira e mostrar todo o seu amadurecimento. O já ótimo defensor exibiu a sua capacidade de guardar múltiplas posições. Seu arremesso de 3pts já era certeiro com aproveitamento de 39.6%, porém, no torneio ele converteu a média de 3 bolas de 3pts por jogo, em oposição à media de apenas 1.2 que teve na temporada.

    Josh não apenas elevou sua marca registrada (3-and-D) à excelência, como também mostrou novas nuances. Está mais forte física e mentalmente, liderando e chamando a responsabilidade para si. Provou que pode jogar facilmente nas posições 1,2 e 3. Fiquei impressionado com seu poder de decisão iniciando o pick-and-roll. E nas infiltrações ele virou um monstro, tanto para concluir a jogada no garrafão, como para achar o companheiro livre.

    Resultado de imagem para josh hart summer league MVP

    Em minha opinião, temos o nosso SG titular pelos próximos anos. Ele é perfeitamente capaz de comandar o ataque e a defesa de um time. Que me desculpem os fãs do Kentavious Caldwell-Pope, mas Josh é infinitamente superior a ele em todos os quesitos.

    No geral, o que mais importa é a impressão que fica do nosso futuro: ele é brilhante! Temos jovens extremamente talentosos para desenvolver. Eu consigo sentir novamente a cultura vitoriosa em Los Angeles. Eu mal posso esperar pelo começo da temporada regular.

    Fala aí!