Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Felipe Valente Bettega

    05 de Novembro de 2018 por Felipe Valente Bettega

    Sabíamos que seria difícil. Um time com tantas peças novas precisaria de tempo para se ajustar. O calendário seria brutal. Um começo de temporada em que enfrentaríamos os times mais preparados para o título. Mas não imaginávamos que poderia ser tão feio quanto essa noite, quando caímos em um abismo de 31 pontos de diferença ainda no primeiro quarto. O Toronto Raptors nem precisou de Kawhi Leonard, que foi poupado por lesão, para fazer do Lakers o primeiro time nas últimas vinte temporadas a perder por 30 ou mais pontos no primeiro quarto em casa. Foi feio assim e o quarto terminou 42x17, selando o destino do Lakers.

    Se você continuou acordado depois desse começo abismal, com certeza não se orgulhou do time. Mas pode se orgulhar de você que é um torcedor de verdade, assim como os 19.000 fãs que ficaram no Staples Center até o fim. Com dois quartos corridos nenhum jogador Angelino tinha chegado sequer aos 10 pontos. O ataque abusava de jogadas individuais e não conseguia romper a forte defesa do Raptors. Já a nossa defesa era castigada tanto no perímetro quanto no garrafão. Serge Ibaka estava simplesmente imparável, convertendo onze arremessos sem errar, anotando 26 pontos e fechando a metade em 71x49.

    O terceiro quarto começou animado e o Lakers parecia querer jogo. Mas sempre que engatávamos uma boa sequência, o Raptors conseguia um ótimo contra-ataque ou uma bola de três pontos livre para jogar um balde de água gelada na nossa reação. Por falar em bolas de três pontos, o time californiano só acertou as primeiras nesse período e mais uma vez ficou clara a deficiência do time nesse quesito. Fim do período em 101x80.

    O Lakers, embalado pela torcida, ainda conseguiu cortar a desvantagem para 12 pontos e deixar o jogo interessante. LeBron James não estava em sua melhor noite (18 pontos e 6 assistências), e o cestinha do time foi Kyle Kuzma com 24 pontos (convertendo 10 de 16 arremessos de quadra). Mas a derrota no primeiro quarto foi tão pesada que, mesmo ganhando os três quartos seguintes, não foi possível superar o prejuízo. Ibaka terminou a noite com 34 pontos e 10 rebotes. Enquanto que Kyle Lowry anotou 21 pontos e 15 assistências para sacramentar a vitória por 121x107 e mostrar que os Raptors estão longe da extinção!

    Fala aí!