Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Sérgio Segundo

    22 de Novembro de 2018 por Sérgio Segundo

    Vitória de 109-105 para o Lakers. Mas o que isso significa?

    Provavelmente esta foi a frase que melhor definiu o confronto entre Los Angeles Lakers e Cleveland Cavaliers: "muito mais que basquete"! Após o primeiro pedido de tempo, a franquia mandante homenageou com um vídeo o astro LeBron James, principal nome da história da franquia que vestiu seus mantos por onze temporadas, mostrando não só o seu impacto nas quadras, mas fora delas também. Pela primeira vez, ele estava de volta ao lar vestindo roxo-e-dourado, numa situação totalmente diferente da de 2011, quando pela primeira vez, LeBron enfrentou o Cavs, após ter levado os seus talentos para Miami, jogar pelo Heat. Bola nas mãos do "escolhido" (apelido do craque), aplausos da torcida, mesmo como adversário. Visto como traidor no primeiro reencontro defendendo outro time, hoje vimos uma torcida ovacionado o seu ídolo, para eles provavelmente, o maior de todos os tempos.

    "Cleveland! This is for you!" Frase de LeBron James após conquistar o inédito título para a franquia em 2016

    Homenagens a parte, vamos ao jogo em si, que foi bastante equilibrado. Para quem esperava um Cavs abatido que jogasse como o último colocado da liga, se surpreendeu. Com atuação coletiva muito consistente, inclusive surpreendendo com o baixo número de turnovers (perdas de bola, três no total, somando todos os jogadores da equipe), os mandantes estiveram à frente no placar durante uma grande parte da partida. Foi no último quarto e nos instantes finais que a partida foi definida.

    Os destaques do lado angelino foram, principalmente, LeBron (que anotou 32 pontos e 14 rebotes, ficando a 3 assistências de um triplo-duplo), Lonzo Ball (foco nele, melhorou bastante sua finalização no garrafão, 15 pontos com 63,6% de aproveitamento, além de 7 rebotes e 6 assistências), Brandon Ingram, Kyle Kuzma, Kentavious Caldwell-Pope e JaVale McGee. Todos anotaram dois dígitos de pontuação, com destaque para o último, que foi decisivo nos últimos segundos, dando um importante toco em Cedi Osman. Já para o time de Cleveland, Osman foi o cestinha do time com 21 pontos, acompanhado do ex-Laker Jordan Clarkson, que anotou 20. O principal problema do Cavs foi o baixo aproveitamento nos arremessos de quadra. Vale lembrar que o Lakers jogou sem Rajon Rondo que está lesionado na sua mão, enquanto o Cavaliers teve em Kevin Love, machucado, sua principal ausência. JR Smith não jogou, já que cortou seus laços com a franquia de Ohio.

    Ao final do cronômetro, aquele abraço nos companheiros. LeBron, "The Chosen One", escrevendo mais um belo capítulo de sua jornada grandiosa. Não só no basquete, mas na vida dele e de muitos outros.

    Agora o Los Angeles Lakers (10-7) receberá em casa o Utah Jazz na sexta-feira.

    lal

    cle

    Fala aí!