Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Guilherme Borges

    08 de Dezembro de 2018 por Guilherme Borges

    A partida começou mais em favor do Lakers, meio semelhante ao confronto de duas noites atrás, com o Lakers abrindo 7 x 0 no placar nos primeiros minutos (com direito a boas bolas de Kyle Kuzma). Logo na sequência o San Antonio Spurs correu atrás do prejuízo inicial e se aproximou do placar, fazendo 15 x 12. O começo do jogo, assim, foi bem equilibrado, sendo que o Lakers variou bem seus pontuadores. Nos primeiros momentos do jogo, apenas Lonzo Ball dos titulares não pontuou. Após alguns arremessos errados em seguida de LeBron James, o Spurs empatou (15 x 15) faltando metade do quarto. Após um tempo pedido por Luke Walton o Spurs logo passou a frente, mas, na sequência, uma jogada de três pontos de Ball nos colocou na frente do placar mais uma vez. O primeiro quarto, então, foi todo assim: em alguns momentos o Lakers passava na frente, em outros o Spurs. Com isso, após os doze minutos iniciais, o placar apontava 36 x 32 para o time visitante, principalmente graças aos 13 pontos de Kuzma.

    No começo do segundo quarto o Spurs começou melhor, se aproximando do placar, mas Svi Mykhailiuk e Kentavious Caldwell-Pope fizeram algumas bolas de três para impedir a volta do adversário. A partida continuou muito parelha, e em um nível maior do que no último jogo, com o Spurs arremessando por volta dos 61% e o Lakers por volta dos 51%. O time Angelino continuou com o mesmo esquema de jogo do primeiro quarto, com LeBron tomando conta das ações ofensivas quando em quadra, e com um jogo bem distribuído com ele fora. Além disso, até a metade do segundo quarto, Kuzma também teve uma belíssima atuação, com 15 pontos em 6 de 9 arremessos tentados, o que colocou o Roxo e Dourado na frente por oito pontos (60 x 52). Com três bolas de três seguidas, sendo duas LeBron e uma de Lonzo o Lakers abriu sua maior vantagem, 69 x 54. Rapidamente o Spurs também diminuiu com uma de três. Com algumas péssimas decisões ofensivas e faltas bestas o Lakers simplesmente dizimou sua vantagem nos últimos minutos do quarto e foi para o vestiário com apenas quatro de vantagem (72 x 68).

    No terceiro quarto os times diminuíram muito o ritmo ofensivo, e pioraram o aproveitamento. Aliás, com seis minutos jogados, o placar apontava apenas 78 x 76 para o Lakers, ou seja, apenas alguns pontos a mais desde a metade do jogo. No restante do terceiro quarto o jogo seguiu como nos demais períodos. Os times trocando cestas e com o Lakers com uma leve vantagem. No final do período, contudo, mesmo com a saída de LeBron James os visitantes conseguiram fazer uma boa sequência e abrir 10 de vantagem (99 x 89).

    No começo dos últimos doze minutos o Lakers entrou com uma rotação um tanto quanto estranha em quadra, o que permitiu que o Spurs derrubasse a vantagem para apenas cinco pontos (101 x 96). O Lakers continuou se segurando como podia e o Spurs se aproximando cada vez mais. Com sete minutos, para jogar, e uma sequência de 18-7 para o time da casa, Luke Walton parou o jogo com uma vantagem de apenas um ponto (108 x 107). Com mais uma falta desnecessária, o Spurs finalmente passou a frente no placar com 5:42 para jogar (113 x 112). Depois disso, o time entrou em colapso. LeBron não encontrou seu jogo e forçou muitas bolas. Nossa defesa se perdeu e o Spurs passou na frente e simplesmente não alcançamos mais. Com um último asqueroso de 43 x 21 o Lakers perdeu a partida por 133 x 120 e perdeu a chance de subir na tabela já que Oklahoma City Thunder e Denver Nuggets também perderam. Aliás, o time caiu justamente porque seu adversário direto, o Memphis Grizzles, venceu. Para piorar a situação, amanhã temos jogo contra o próprio Grizz. É torcer para que um último período tão ridículo não se repita.

    Fala aí!