Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Guilherme Borges

    05 de Dezembro de 2018 por Guilherme Borges

    Não, ainda não estamos na fase dos Playoffs. Mesmo assim, o Los Angeles Lakers irá enfrentar o San Antonio Spurs duas vezes em seguida. A primeira partida, que acontece na madrugada de hoje, será em Los Angeles, e a próxima, daqui a dois dias, será em San Antonio. Bom teste para o Roxo e Dourado que ainda está tentando encontrar uma estabilidade dentro do seu estilo de jogo.

    A equipe Texana perdeu três das últimas quatro partidas, sendo que sua última derrota que ocorreu na noite de ontem, contra o Utah Jazz, foi uma verdadeira “lavada” (105 x 139). Antes do início da temporada ninguém imaginaria que um time com LaMarcus Aldridge, DeMar DeRozan e Gregg Popovich estaria, depois de 24 jogos, com um recorde negativo (11-13) e ocupando a penúltima posição da disputada conferência Oeste. O Spurs ainda não alcançou aquele seu estilo de jogo que é costumeiro nos times do Pop e por isso, tem encontrado dificuldades.

    O Lakers, por sua vez, está em uma situação que é, simultaneamente, parecida e diferente em relação a do seu adversário de hoje. Por um lado, ainda apresentamos algumas instabilidades e falta de entrosamento que são normais em um elenco recém-formado. Por outro, temos conseguido resultados positivos (apesar de algumas atuações não tão convincentes). Apesar dos “trancos e barrancos”, o time Angelino vem apresentando uma evidente melhora, principalmente do ponto de vista defensivo, sendo a sétima melhor defesa da liga atualmente. Luke Walton, aliás, creditou essa melhora defensiva às atuações de Lonzo Ball, chamado por ele de “líder da defesa”. Em razão disso, o LAL ocupa a quinta posição da conferência Oeste com um retrospecto de 14 vitórias e 9 derrotas. Se vencer hoje, o Lakers ficará apenas uma vitória atrás do Golden State Warriors, que ocupa a quarta colocação com 16 vitórias e 9 derrotas.

    Apesar da má fase do Spurs e da relativa boa fase do Lakers, o jogo de hoje é pedreira. É um verdadeiro clássico da conferência o Oeste, e aqui, a máxima do futebol também vale: em clássico não existe favorito. O SAS sempre é um adversário muito difícil para nós. Aliás, vale lembrar que, no início da temporada, quando começamos com 0 vitórias e 3 derrotas, o nosso terceiro confronto foi justamente um fracasso contra esse mesmo o Spurs, partida emocionante que foi decidida no tempo extra. Além disso, como dito anteriormente, o Lakers tem conseguido os resultados, mas mesmo assim, ainda não convenceu, simplesmente porque não apresentou o basquete que todos esperam. Vale lembrar que a equipe sofreu com lesões e suspensões até agora e que teve poucas partidas com todos os jogadores disponíveis para o técnico Luke Walton. Mesmo assim, a melhora no basquete empolga e deve ser vista com um certo otimismo, por isso, é bem razoável esperar uma vitória hoje à noite.

    De todos os pontos a serem melhorados, o que mais chamou atenção nos últimos dois confrontos foi a maneira de começar o jogo. No início da temporada, o Lakers começava razoavelmente bem as partidas e depois entregava no fim (contra o Spurs, aliás, a dinâmica foi nesse sentido). Nos últimos embates, contudo, a realidade mudou. Contra o Phoenix Suns, nosso time chegou a ficar 14 pontos atrás no primeiro quarto, sendo que encerrou esse período perdendo de 31 x 21. Contra o Dallas Mavericks, chegamos a ter 15 pontos de desvantagem no placar e também perdemos os primeiros 12 minutos por 10 pontos (32 x 22 para os adversários). Hoje, um início sonolento pode ser fatal. Mesmo não jogando tudo que pode, o Spurs tem experiência suficiente para administrar uma vantagem muito grande, caso ela chegue a acontecer, por isso, devemos evitar tal fato a todo custo.
    Outro ponto a se observar são os desperdícios de bola. Contra o Mavericks foram 17, contra o Suns, 19. Além de tudo isso, hoje também será um bom teste para Kyle Kuzma. O garoto fez boas participações nos últimos jogos, e não só pela sua pontuação, mas principalmente por ter acrescentado aspectos ao seu jogo que antes não possuía.

    Ele tem feito um bom trabalho em fazer o passe extra. Ele não faz sempre, e eu cobro ele toda vez que ele não faz, mas mesmo assim ele tem feito um bom trabalho na maioria das vezes. Ele também apresentou uma grande melhora defensiva e marcou todos os jogadores que o desafiamos a marcar – Luke Walton

    O astro LeBron James também falou sobre o assunto após o jogo contra o Suns.

    Ele [Kuzma] não tem deixado ninguém colocar um rótulo nele e dizer que ele é só um pontuador. Ele quer ser mais do que isso e ele continua a melhorar cada vez mais, não só ofensivamente quanto defensivamente também. Ele tem feito um bom trabalho em fazer tudo, pegar rebotes, passar a bola, e, obviamente, pontuar, gerando um impacto em todo o time. – LeBron James.

    Na partida de hoje, com certeza precisaremos do melhor de cada um dos garotos. Esperamos assim, continuar a ver essa evolução dos últimos jogos.

    Pré-jogo

    Arena: Staples Center, Los Angeles
    Horário: 01h30
    Transmissão: NBA League Pass; ESPN

    Os Quintetos

    Lakers: McGee, Kuzma, James, Ingram e Ball
    Trail Blazers: Aldridge, Bertans, Gay, DeRozan e Forbes.

    Lesões

    Lakers: Rajon Rondo: o armador segue se recuperando da cirurgia na mão.
    Spurs: O time texano segue não podendo contar com Pau Gasol, que ainda se recupera de uma fratura no pé direito.

    Fala aí!