Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Guilherme Borges

    24 de Dezembro de 2018 por Guilherme Borges

    O jogo começou bem como esperado: com o Los Angeles Lakers tentando correr e o Memphis Grizzlies tentando forçar o jogo de meia quadra do time da casa. Nessa partida de xadrez, o placar ficou equilibrado durante a maior parte do tempo. O destaque positivo, no primeiro quarto foi para Ivica Zubac que continuou com a boa atuação do último jogo, convertendo cinco dos seus seis arremessos (dez pontos) e pegando dois rebotes. LeBron James dominou nossa tábua coletando sete rebotes e Kyle Kuzma deu três assistências incríveis nesse quarto. Lonzo Ball fez uma boa performance defensiva enquanto Brandon Ingram errou três dos seus cinco lances livres cobrados. Com a entrada dos reservas, contudo, o Lakers se perdeu completamente e permitiu que os adversários terminassem o primeiro quarto na frente 26 x 20.

    No segundo quarto os reservas melhoraram com a volta de Zubac em quadra e rapidamente tomaram a dianteira do placar (32 x 30). Mesmo assim, a partida continuou parelha, com boas trocas de cestas e a vantagem trocando de lado várias vezes. Até a metade desse período o Lakers teve doze assistências em quatorze arremessos convertidos. Mesmo assim, os desperdícios de bola continuavam nos prejudicando (foram 9 ao todo até a metade do jogo). Zubac continuou com uma boa performance graças aos passes precisos de LeBron. O garoto acumulou 16 pontos ao passo que a estrela, dez rebotes e cinco assistências. Kuzma, apesar de ter sentido o braço, também foi importante opção ofensiva com duas bolas convertidas de três pontos (e oito pontos no total). Mesmo assim, não foi o suficiente para mantermos a liderança conseguida ao longo do período e fomos para o vestiário perdendo por quatro (50 x 46).

    Até a metade do jogo o problema foi bem claro: Mo Wagner não esteve bem, e nosso jogo apenas com caras pequenos em quadra deixou tudo mais fácil para os adversários. Sem Tyson Chandler (espasmos nas costas) e JaVale McGee (pneumonia) a posição dos pivôs ficou na responsabilidade dos garotos. Zubac correspondeu, tanto ofensiva quanto defensivamente. Mo, ainda precisando se ajustar ao jogo da NBA, nem tanto. Além disso, desperdiçamos a bola nove vezes, o que também nos prejudicou muito.

    Na volta para o terceiro quarto LeBron resolveu aparecer mais na pontuação e nos carregou para o empate na metade do período (61 x 61). Algumas posses boas na sequência e logo voltamos a frente (64 x 63). Com algumas sequências bizarras de Lonzo Ball e Brandon Ingram o Lakers permitiu que o Grizzlies tomasse a frente novamente (68 x 66). Seguimos trocando cestas e nossos desperdícios de bola (que chegaram em 13) mantinham os adversários no jogo. Mesmo assim, graças a um arremesso no estouro do cronômetro de Kentavious Caldwell-Pope o Lakers foi para o último período com três pontos de frente (75 x 72).

    O último período continuou disputado, com os times trocando de lugar na liderança e com o Lakers desperdiçando muitas bolas ajudando o adversário. Mais uma vez, como aconteceu em diversas ocasiões durante essa temporada, o Lakers apagou no final e permitiu que o adversário levasse a vitória. O time simplesmente não defendeu nos minutos finais e permitiu quatro bolas consecutivas de três pontos dos adversários. Apesar do duplo duplo de James, a pífia performance de nossos armadores (Lonzo e Rondo) e a falta de uma formação que respondesse a Jaren Jackson Jr. e Marc Gasol deram a vitória para o time adversário por 107 x 99.

    Fala aí!