Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Guilherme Borges

    28 de Dezembro de 2018 por Guilherme Borges

    Com três cestas rápidas no garrafão o Sacramento Kings começou o jogo na frente, mostrando a que veio. O Los Angeles Lakers, por sua vez, sentiu a falta de seus líderes e permitiu que os adversários dominassem os primeiros minutos. Com menos de três minutos de jogo o Kings acertou todos os arremessos que tentou (6-6), nós sumimos e a liderança do time da casa já começou em nove pontos (13 x 4). Depois de um pedido de tempo, o Roxo e Dourado tentou se recuperar brevemente mas nossa fraca defesa e a performance dominante do garrafão adversário não permitiram. Essa foi a dinâmica de quase todo o primeiro quarto: o Lakers fazendo algumas boas jogadas e o Kings mantendo dois dígitos de liderança. Contudo, no fim desse período, por causa de alguns erros do time da casa, e algumas cestas de três de Lonzo Ball e Lance Stephenson o Lakers terminou o primeiro quarto na frente, 34 x 32.

    No segundo quarto o time Angelino equiparou mais o jogo, forçando mais erros dos adversários e acertando um pouco mais a mão, disputando cesta a cesta pela liderança. Ivica Zubac começou a aparecer mais no ataque, assim como Kyle Kuzma. Do outro lado, De’Aaron Fox também se fez presente e a partida continuou equilibrada. No meio do segundo período, a partida estava empatada (49 x 49). Com quatro minutos para acabar, liderados pelos 12 pontos de Kuzma no quarto, passamos a frente (55 x 54). Graças a performances defensivas de Lonzo, importantes rebotes ofensivos de Tyson Chandler e a consistência de Kuzma, o Lakers terminou esse período liderando a partida por seis pontos (67 x 61).

    No começo do segundo tempo os dois times arremessaram mal, mas o Kings aqueceu mais rápido com duas bolas de três e cortou a liderança do Lakers para apenas um ponto (70 x 69). Depois de uma parada, voltamos melhor e fizemos sete pontos rápidos. Os desperdícios de bola do LAL aumentaram, contudo, Josh Hart apareceu bem com seis pontos em seguida e nos ajudando a colocar dez de liderança (84 x 74) com quatro minutos para acabar o quarto. Hart e Kuzma continuaram liderando o time e fomos para o período final com 11 de vantagem (95 x 84).

    O Kings é o time da liga que mais pontua nos últimos doze minutos, justamente onde o Lakers enfrentou muitas dificuldades nessa temporada. Essa realidade se mostrou presente logo no começo do período derradeiro, já que o Kings começou diminuindo a vantagem para apenas oito (97 x 89). Logo em seguida, em dois erros do adversários, pontuamos duas vezes seguidas e voltamos a uma liderança um pouco mais confortável (101 x 89). O Lakers chegou a aumentar essa liderança para 15 pontos com algumas boas posses defensivas, contudo, após alguns apagões, e bons ataques do Kings, a liderança voltou para apenas oito (104 x 96) com seis minutos para acabar o jogo. Nos minutos finais é que a falta da liderança dos veteranos fez diferença. O Lakers simplesmente parou de atacar, de movimentar a bola e de defender. Por causa disso, apenas sobrevivendo, a diferença caiu para um ponto (108 x 107).

    Logo em seguida, após algumas cestas trocadas, Lonzo correu para conseguir seu vigésimo ponto e sentiu uma câimbra (que já tinha sentido na metade do jogo) e teve que ficar fora. O Kings empatou o jogo. Depois disso, Kuzma, com sangue frio, meteu uma bola inacreditável de três e nos colocou na frente (115 x 112). Falta no Kings que converteu os dois lances livres. Depois disso, um erro ofensivo nosso, duas bandejas inacreditavelmente perdidas pelos adversários e tudo parecia resolvido com 4.5 segundos para o final. Ingram foi para a linha do lance livre e converteu apenas um dos dois (116 x 114). Tempo do time de Sacramento. 4.3 segundos no relógio. Bola de 3 de Bogdan Bogdanovic. 117 x 116. Fim de partida. Mais uma derrota.

    Fala aí!