Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Ricardo Romanelli

    14 de Janeiro de 2019 por Ricardo Romanelli

    Precisando vencer para melhorar o terrível aproveitamento de apenas 30% nas partidas sem LeBron James, o Lakers recebeu o Cleveland Cavaliers no Staples Center neste domingo. O cenário parecia perfeito para a vitória: a equipe de Cleveland vinha desfalcada de seu melhor jogador e no auge de uma sequencia de 12 derrotas consecutivas. Mesmo assim, o time de Luke Walton não conseguiu se impor, e saiu de quadra derrotado pelo placar de 101 x 95.

    Mais uma vez, o time começou a partida sem intensidade e deixou o adversário abrir larga vantagem ainda no primeiro período, chegando a perder de 28 x 13 na etapa inicial. Isso deu o Cavs a motivação necessária para acreditar que poderia vencer a partida, e o time de Cleveland não desperdiçou a oportunidade. 

    No segundo tempo, o Lakers até ensaiou uma reação, cortando a vantagem do adversário para apenas um ponto em determinado momento. Mesmo assim, o próprio time, mais uma vez, cavou sua própria cova. Com aproveitamento abaixo de 50%, o time converteu apenas oito de suas dezessete oportunidades de lances livres, o Lakers não alcançou os pontos necessários para ter uma chance de vencer a partida. 

    Kyle Kuzma e Lonzo Ball até fizeram boas partidas. O ala anotou 29 pontos e jogou bem no último período, mas sem a ajuda necessária não conseguiu mudar a história do jogo. Já Ball flertou com um triple double, registrando 13 pontos (7 no primeiro período), 8 rebotes e 8 assistências, mas fez uma partida mais apagada no segundo tempo.

    Após a partida, Luke Walton afirmou que pensa em promover mudanças no time titular para a próxima partida, diante do Chicago Bulls, na terça-feira. A maneira relaxada e sem inspiração com que o Lakers tem iniciado as partidas é o grande defeito do time no momento, e cabe ao treinador buscar opções para corrigir esta falha.

    Fala aí!