Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Guilherme Borges

    05 de Janeiro de 2019 por Guilherme Borges

    Com defesa patética e muitos desperdícios de bola, Lakers passa vergonha contra um dos times mais fracos da Liga.

    As cinco primeiras cestas do New York Knicks foram de três. Estamos falando de um dos piores times ofensivos da liga. Do seu lado, o Los Angeles Lakers fez apenas cinco pontos nos primeiros quatro minutos do jogo ficando dez pontos atrás logo no começo (15 x 5). Em outras palavras, o Lakers começou o jogo com uma defesa simplesmente vergonhosa e sonolenta. Uma amostra do que vimos outras noites. Depois de um tempo por Luke Walton, vimos o LAL continuar a assistir um dos piores times da liga massacra-lo, passivamente e deixar a liderança aumentar ainda mais (20 x 5). Na metade do quarto estávamos 2-10 dos arremessos de quadra e quatro desperdícios de bola. Foi só depois de seis minutos que nossos jogadores resolveram aparecer e melhoraram pelo menos um pouco (24 x 16). Depois desse breve relâmpago de um time bom, o Lakers voltou a jogar de forma ridícula, com uma defesa patética, permitindo um time fraquíssimo fazer 39 pontos em apenas doze minutos (39 x 25).

    No segundo quarto, mais do mesmo. Uma defesa impossível de ver e um ataque inexistente. Toda vez que o time Angelino tentava voltar para o jogo, nossa defesa não acompanhava e permitíamos os visitantes se manterem na liderança. Além disso, os desperdícios de bola continuaram e com apenas 4 minutos de segundo quarto, o Lakers já possuía 8 deles. E eles continuaram aumentando por um tempo. Da metade pra frente, o Knicks piorou no ataque e o time da casa melhorou (piorar seria impossível) apenas um pouco na defesa. Tudo isso e algumas bolas de três pontos de Kentavious Caldwell-Pope foram o suficiente para deixar o LAL atrás apenas por quatro pontos no placar no intervalo (63 x 59).

    O terceiro quarto começou exatamente igual ao primeiro: com o Lakers tendo um ataque fraco e uma defesa ridícula, permitindo que o Knicks entrasse no garrafão, comprometesse o sistema defensivo e mandasse para fora para um tiro de três livre. A dinâmica foi cansativamente a mesma: toda sequência ofensiva razoável do Lakers era seguida de uma sequência defensiva péssima e a liderança continuava com os visitantes. Na metade desse período, o placar apontava quatro pontos de vantagem para os nova yorkinos (79 x 75). Os times continuaram a trocar cestas quando, com três minutos para o fim do terceiro, o Lakers teve sua primeira liderança do jogo (85 x 84) seguida por uma bola de três de Svi Mykhailiuk, ampliando para 88 x 84. No término do período, o placar era 92 x 86 para o time da casa.

    Nos derradeiros doze minutos, os piores do Lakers nos últimos jogos, o Knicks começou cortando a liderança para dois (92 x 90). Após quatro minutos jogados nesse quarto, os visitantes empataram a partida em 97 x 97. O jogo continuou disputado com os times trocando cestas e a liderança trocando de lado. O Lakers estorou as cinco faltas rapidamente, o que fez com que os visitantes forçassem faltas e sobrevivessem no jogo por conta delas (até esse momento, foram 37 cobrados e 31 convertidos para a equipe de Nova York). O Knicks passou na frente com três minutos e meio para acabar o jogo (112 x 109) e depois de um novo apagão e uma sequência de erros do Lakers, faltavam apenas 2:28 para jogar e o placar estava idêntico ao minuto anterior. Mais uma vez, um ataque estacionário, uma defesa inexistente no final e a vitória dos adversários por 119 x 112.

    Fala aí!