Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Felipe Valente Bettega

    28 de Janeiro de 2019 por Felipe Valente Bettega

    O Los Angeles Lakers entrou em quadra com Ivica Zubac, Michael Beasley, Brandon Ingram, Kentavious Caldwell-Pope e Rajon Rondo. O Phoenix Suns escalou Dragan Bender, Josh Jackson, Mikal Bridges, Devin Booker e Elie Okobo.

    Em noite de homenagem ao que seria o 86º aniversário do lendário dono do Lakers (“Dr Buss Night”) cada um dos espectadores ganhou uma moeda comemorativa do icônico executivo que comprou o Lakers em 1979, conquistou 10 títulos e entrou para o Hall da Fama, antes de falecer em 2013.

    Com três titulares fora por lesões, o Lakers precisou se esforçou para garantir a vitória. Rondo, que desfalcou o time em 34 dos 50 primeiros jogos, controlou o ataque com 8 pontos e 11 assistências.

    “Têm jogadores que entram em quadra e perseguem assistências. Eles só farão o passe se lhes render uma assistência. E Rondo não é assim, ele fará a jogada certa. Se ela render uma assistência, muito bem. Mas se ela ocasionar a cesta de outro jogador, tudo bem.” Luke Walton

    Muitos companheiros de time brilharam com as habilidades de armação de Rondo, mais notavelmente Zubac que anotou 24 pontos, 16 rebotes e 4 tocos. Operando no pick-and-roll, reaproveitando arremessos perdidos pelos companheiros e cortando para os espaços livres, o jovem pivô foi imparável.

    O Suns estava sem seu melhor homem de garrafão, a primeira escolha do Draft, DeAndre Ayton. Por isso, o Lakers focou em atacar o garrafão, anotando 70 pontos no interior. Ingram contribuiu muito para esse número, atacando a cesta com ímpeto. Foram 22 pontos (9-11 arremessos de quadra), 3 rebotes, 4 assistências, 2 roubos e 2 tocos.

    “Eu sou longo o bastante para estender o meu braço e conseguir uma deflexão ou um roubo. Então eu estou apenas usando o meu comprimento com o melhor de minha capacidade.” Brandon Ingram

    Outro destaque, Pope chegou aos 24 pontos e ainda foi valioso defendendo Booker, que anotou 21 pontos (9-18 arremessos de quadra). A equipe Angelina fez bom uso da marcação dupla, forçando o jovem astro a passar a bola muitas vezes para seus companheiros.

    Esses não tiveram bom aproveitamento (40 FG% e 29.6 3P%) e o time do deserto somente se manteve no placar graças à vantagem dos lances livres convertidos (27-12). Mas muitos desperdícios de bola do Lakers (16), diminuíram a liderança para apenas 6 pontos com 11 minutos restantes.

    Coube a Lance Stephenson (17 pontos em 21 minutos) salvar o dia, anotando 10 dos 11 pontos seguintes do time Roxo e Dourado, para sacramentar a vitória e comemorar com a sua patenteada air guitar.

    Fala aí!