Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Ricardo Romanelli

    23 de Fevereiro de 2019 por Ricardo Romanelli

    O Lakers foi até New Orleans precisando vencer, mas acabou envolvido pelo ataque rápido do Pelicans e perdeu a partida pelo placar de 128 x 115. Como em outras partidas, o Lakers não demonstrou nenhum padrão ou plano de jogo, e foi envolvido pelo modelo de jogo do adversário, deixando que o Pelicans ditasse o ritmo da partida.

    O jogo até começou promissor, com o Lakers convertendo seus primeiros sete arremessos na partida. O Pelicans não se intimidou, e logo conseguiu acompanhar e até superar o Lakers no placar. Com defesas muito fracas de ambos os times, os oponentes trocaram sequências de cesta que iam mudando a liderança no placar. Ao final do primeiro período, o Pelicans conseguiu se impor, e encaixou uma boa sequência para finalizar esse quarto na frente pelo placar de 42 x 35, acertando 69% de seus arremessos no período.

    Para o quarto seguinte, a história se manteve. Os times seguiram com defesas frouxas e ataques rápidos, mas o Pelicans foi mais eficiente para aproveitar as oportunidades. Antes do intervalo, o time converteria sete bolas de três no primeiro tempo, contra apenas três do Lakers. Para piorar, logo no começo do segundo período, Brandon Ingram cometeu a terceira falta e ficou o restante da primeira metade de jogo no banco, tendo jogado apenas 5 minutos e 58 segundos nos dois primeiros períodos. Na ausência dele, LeBron James (14 pontos) e Kyle Kuzma (12 pontos) comandavam as ações ofensivas.

    As formações small ball de Luke Walton permitiram ao Pelicans acelerar ainda mais o jogo, e a equipe da casa fechou o primeiro tempo com uma sequência de 12 x 3 que lhe garantiu confortável liderança de 69 x 57 no intervalo da partida. O ex-Laker Julius Randle liderava a equipe com 15 pontos no jogo, auxiliado por Cheick Diallo e seus 12 pontos com 100% de aproveitamento nos arremessos.

    No segundo tempo, a história da partida não mudou. O Lakers iniciou o terceiro período com três desperdícios de bola e quatro arremessos errados nos primeiros três minutos. Os desperdícios de bola, aliás, viriam a ser um dos grandes indicadores da atuação desastrosa do time. A marca de 23 turnovers foi a maior da equipe na temporada. LeBron e Ingram anotaram neste período 20 dos 27 pontos do Lakers, e nenhum outro atleta conseguia empolgar.

    No quarto período, mais do mesmo. Ingram e LeBron como destaques isolados, desperdícios de bola e nenhuma defesa, levando o Pelicans a uma vitória tranquila. O jogo mostrou, mais uma vez, a fragilidade dos padrões de jogo do Lakers. O time não consegue se impor contra nenhum adversário, e acaba jogando no ritmo e da maneira que o oponente da noite quer. O Pelicans é um time top5 em pontuação na NBA, com defesa ruim. Impôs esta maneira de jogar durante a partida e o Lakers aceitou, mas não soube executar seu jogo melhor que o Pelicans dentro desta proposta.

    Ingram e LeBron anotaram 29 e 27 pontos respectivamente, com LeBton adicionando mais 7 rebotes e 12 assistências. Com 16 pontos e 8 rebotes, Kyle Kuzma foi o próximo na lista de pontuadores. Pelo Pelicans, Jrue Holiday anotou 27 pontos, seguido de Julius Randle com 24 e Cheick Diallo com 18.

    O time volta às quadras contra o Memphis Grizzlies, na segunda-feira, ainda na estrada.

    Fala aí!