Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Ricardo Romanelli

    18 de Fevereiro de 2019 por Ricardo Romanelli

    Até agora, a primeira temporada de LeBron James no Lakers tem sido de muitas emoções. Entre lesões, suspensões, polêmicas, rumores sobre o futuro de atletas e da comissão técnica com o time e críticas sobre a atuação da diretoria na montagem do elenco têm dado a tônica de uma temporada de muitas turbulências.

    Passada a pausa para o All-Star, o Lakers retoma sua jornada na missão de se classificar para os Playoffs do Oeste, objetivo que não alcança desde a temporada 2012-13, última em que Kobe Bryant atuou em nível de elite, quando rompeu seu tendão de Aquiles. Mas o que o time precisa para alcançar este objetivo? Primeiro, vamos dar uma olhada na atual classificação da conferência.

    CONFERÊNCIA OESTE

    https://i.ibb.co/bF1d8sr/oeste.jpg

    Com 57 partidas disputadas até aqui, o Lakers e suas 28 vitórias estão na briga com Los Angeles Clippers e Sacramento Kings pela oitava vaga na classificação. O sétimo colocado San Antonio Spurs, com uma vitória a mais que o Clippers, possui cinco vitórias a mais que o Lakers, e parece fora de alcance com apenas 23 partidas por disputar. O Minnesota Timberwolves, uma posição atrás do Lakers, se aproximou perigosamente na última semana após vencer duas partidas enquanto o Lakers perdeu as últimas duas.

    CALENDÁRIO

    No cenário de hoje, portanto, é necessário considerar Clippers e Kings como os dois alvos que o Lakers precisa perseguir. Como o Wolves ainda está atrás, o Lakers só depende de si para se manter na frente da equipe de Minnesota, e, portanto, não vamos dedicar análise ao calendário deste rival. Ao invés disso, trazemos um comparativo entre os jogos que faltam de Lakers, Clippers e Kings, os mais prováveis candidatos à oitava vaga do Oeste.

    https://i.ibb.co/2Z51P1n/schedule.jpg

    O Clippers já disputou 59 partidas na atual temporada, e por isso tem dois jogos a menos por jogar. Já Lakers e Kings possuem as mesmas 57 partidas disputadas na campanha. É importante notar que existem alguns confrontos diretos importantes nesta reta final. O Lakers enfrente o Clippers duas vezes e o Kings uma vez, enquanto que Clippers e Kings também se enfrentam em uma oportunidade. Com apenas quatro vitórias separando as três equipes, estes confrontos podem muito bem definir a oitava vaga. Para deixar a coisa mais emocionante, o último Lakers X Clippers da temporada será na partida de número 80 de ambos os times, restando apenas dois confrontos após este jogo-chave na temporada.

    No geral, o Lakers possui 25 partidas por disputar, com 13 jogos em casa e 12 partidas fora. 14 destes jogos são contra times que atualmente estão na briga por playoffs, 8 contra times de loteria e 3 confrontos diretos. Além disso, a equipe tem ainda 3 confrontos em back-to-backs. A sequência mais longa de jogos fora de casa será em março, quando em uma turnê pelo Leste o time visita Chicago Bulls, Toronto Raptors, Detroit Pistons, New York Knicks e Milwaukee Bucks. Em casa, não existem grandes sequência, com duas séries de três partidas consecutivas sendo destaques.

    O Clippers, por sua vez, tem apenas 23 partidas faltando, das quais 13 são em casa e 10 fora. 11 partidas são contra times de playoffs, 9 contra times de loteria e 3 confrontos diretos. O time joga 4 back-to-backs, e possui uma sequencia de seis partidas em casa durante o mês de março, onde cinco destes jogos são contra times de playoffs.

    Por fim, o Kings possui 25 partidas por jogar, sendo 11 jogos em casa e 14 fora. 12 destas partidas são contra times de playoffs, 11 contra times de loteria e 2 confrontos diretos, com apenas 1 back-to-back. A equipe faz cinco partidas fora de casa no final de março, com a primeira sendo justamente um confronto direto contra o Lakers.

    ANÁLISE

    As três equipes possuem calendário difícil no geral, com maiores ou menores facilidades dependendo do ponto de vista. Alguns times que hoje disputam posição e chaveamento nos playoffs podem estar com esta situação definida nos últimos dois ou três jogos da temporada, então a avaliação sobre a dificuldade de algumas partidas na reta final pode mudar até lá.

    O Clippers possui uma situação mais confortável por ocupar atualmente a oitava vaga e ter menos partidas para disputar, precisando, portanto, ganhar menos para manter a atual colocação. O momento de cada equipe também é diferente. O Clippers faz campanha equilibrada e nas últimas dez partidas, venceu cinco e perdeu cinco. O Kings foi um pouco melhor e saiu vitorioso em seis das últimas dez, enquanto que o Lakers venceu apenas 30% de suas partidas recentes, com três vitórias nos últimos dez confrontos da temporada.

    Para buscar esta classificação, o Lakers sem dúvidas precisa de uma excelente sequência de vitórias, onde estima-se que será necessário vencer algo em torno de 17 a 20 das partidas que faltam, para que o retrospecto da equipe fique acima das 45 vitórias na temporada. No ano passado, onde o Oeste já foi bastante disputado, o último colocado Minnesota Timberwolves se classificou com 47 vitórias, sendo a última sobre o Denver Nuggets, em confronto direto, que ficou de fora com 46 triunfos na campanha.

    Lonzo Ball, na melhor das hipóteses, volta de lesão apenas na metade de março. O time também aguarda a assinatura de algum jogador para a vaga em aberto no elenco após a troca de Ivica Zubac e Michael Beasley por Mike Muscala. Além destes fatores, o melhor entrosamento dos recém-chegados Muscala e Reggie Bullock também são pontos a se monitorar na esperança de uma melhora da equipe. Espera-se que os veteranos LeBron James e Rajon Rondo tomem a frente do vestiário e das ações dentro de quadra, para que os jovens do time tenham a estabilidade e segurança necessárias para atuar em seu melhor nível.

    A tarefa, portanto, é bastante árdua. Neste momento, o time precisa deixar de lado todas as frustrações e distrações da temporada, e se unir em torno deste objetivo, numa missão que precisa envolver não apenas os atletas, mas também comissão técnica, diretoria e toda a organização da franquia. Agora, é hora de deixar de lado planos de trocas e contratações para a offseason e demais objetivos extra quadra que não sejam a classificação para os playoffs. A competição recomeça na quinta-feira, dia 21 de fevereiro, já com uma missão difícil: o Houston Rockets.

    Fala aí!