Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Thiago Agovino

    05 de Março de 2019 por Thiago Agovino

    Sim, a temporada vem sendo algo totalmente diferente do que esperávamos, até nos prognósticos mais pessimistas. Seria o ano do “finalmente”. Finalmente voltariamos aos Playoffs, finalmente temos um jogador superestrela focado, finalmente voltariamos ao patamar de relevância no Oeste, finalmente estariamos andando no caminho de uma futura disputa de título.

    Mas, ao invés do “finalmente”, estamos parados no “novamente” em várias situações. Novamente corremos o risco de ficar fora dos Playoffs. Novamente estamos fora do patamar de relevância no Oeste e novamente parecemos longe de uma disputa de título.

    Não ficarei aqui abordando situações pautadas em números, algo que gosto muito, mas apenas baseado na leitura das dinâmicas do jogo. Será algo opinativo, não pretendo convencer ninguém com argumentos, apenas gerar um debate.

    Diretoria

    Vou salvar a nossa presidente, Jeanie Buss, pois ela entregou as chaves das operações de basquete para Magic Johnson. Vamos começar por ele.

    Magic Johnson vinha fazendo um bom trabalho até a montagem do time para este ano. Eu não devia na verdade estar falando de Johnson neste quesito, e sim de Rob Pelinka, mas nosso GM é tão ausente que a parte da culpa dele vem baseada nisso. Quem montou este time foi Magic. De todas as contratações, talvez a que eu mais entendi foi a de Rondo. A ideia foi boa, alguém para tutorar Lonzo Ball, alguém para armar o jogo quando LeBron não está em quadra, bacana. Mas, o principal motivo da contratação de Rondo foi para quando chegassem os Playoff’s. Bom, acho que não vai dar certo se continuar assim...

    A ideia de rodear LeBron com jogadores habilidosos em vários aspectos do jogo não era ruim. Exceto que já tínhamos isso no time. Alguém tem dúvida de que Brandon Ingram é melhor que Lance Stephenson armando um ataque? Não era melhor ter contratado bons arremessadores e alternado o tempo de jogo de Ingram e James, para que sempre tivéssemos algum deles na quadra com essa função? Sem contar que teríamos Lonzo Ball e Rajon Rondo para fazer isso também. 

    Olhem alguns nomes interessantes que poderíamos ter conseguido na última janela de transferências: Amir Johnson, Luc Mbah a Moute, Wayne Ellington, Jamal Crawford, Alex Len, Dante Cunningham, Noah Vonleh, Pat Connaughton. Perdemos Zubac em uma troca estranha, adicionamos Muscala e agora estamos buscando um pivô no mercado de jogadores dispensados? Se o rumor de que trocaram Zubac também pelo fato de McGee estar reclamando de tempo de jogo for verdade... Difícil entender as lógicas aplicadas nos últimos tempos.

    Rob Pelinka, onde está você? Se alguém achar, avise. Uma coisa eu confesso... Ele é ótimo com analogias, talvez quando ele aparecer tenha alguma para explicar como chegamos e podemos sair desta situação. Não me canso de rir com algumas. Vejam a sua declaração quando contratamos KCP: 

    Vou me aventurar e subentender que muitos nesta sala estão familiarizados com as histórias do livro de Gênesis, como quando na época em que os israelitas estavam vagando no deserto e de repente, o pão caiu dos céus. É assim que nos sentimos hoje por KCP se juntar a nós”. - Rob Pelinka.

    Resultado de imagem para rob pelinka kcp

    Sério? Tudo isso pelo Caldwell- Pope? Pelinka, quando você recuperar sua noção da realidade, volte, pois precisamos de um GM para tomar frente e responder porque o time está tão mal, de maneira séria, objetiva, não deixar isso sempre para LeBron James, Brandon Ingram, Kyle Kuzma... Vamos lançar o desafio das analogias do Pelinka, faça uma e deixe nos comentários para explicar como sairemos desta...

    Luke Walton

    O menos culpado e o que vai acabar demitido. Walton é um cara boa praça, quase nunca perde a compostura, sempre calmo, talvez seja seu maior defeito. Queria ver você pistolão algumas vezes. Até Phil Jackson perdia a calma. Me lembro dele dando tapas no peito de Pau Gasol devido a frustrações com a atuação do pivô espanhol numa partida de Playoff’s.

    Obs.: Eu ia adorar ver Walton pensando, quer saber, vou ser demitido mesmo, vou cobrar defesa do LeBron!

    Sei que está difícil achar uma rotação decente, olhar pro banco e ver, ou melhor, não ver opções. Mas, algumas coisas também estão difíceis de entender. Chandler era a salvação, agora não joga. Lonzo joga bem durante a partida e de repente some por um quarto inteiro, geralmente o último. Stephenson faz jogadas péssimas e fica na quadra, quando joga bem (aleluia), não tem sequência. Muscala é contratado, joga e depois some. De repente, aparece de novo. Quem é o armador titular, Rondo ou Ball? Como se espera uma sequência assim, o famoso entrosamento? Quero pensar que é pela falta de opções e montagem do elenco (alô Magic??).

    LeBron James

    Você também está precisando de doses de realidade, assim como Pelinka. Que história é esse de ativar o modo Playoffs? Lamentável. Sabemos que a temporada regular fica desinteressante em determinados momentos, que os jogadores controlam a questão física se preservando para os Playoffs. Mas, para fazer isso, você precisa estar em posição de classificação para os Playoffs, e outra, isso não precisa ser dito publicamente. Você é o líder do elenco, ao dizer isso, que tipo de mensagem é passada para o restante do time? Fico imaginando se eu fosse o Brandon Ingram, quer dizer que você LeBron, até agora estava jogando mais ou menos? E eu me matando aqui a temporada toda?

    Ele também não faz ideia do nível de cobrança da torcida. Sabe o tamanho deste time? Sabe o tempo que se espera disputar os Playoffs? Sabe quem era a estrela antes de você? Era um cara que acabou com sua carreira rompendo o Aquiles tentando levar o time para a fase decisiva. Você vai começar a jogar só agora?

    Eu também queria saber de onde o James tira esta coragem para cobrar os companheiros publicamente, quando deixa jogadores sozinhos para arremessar, infiltrar e tudo mais. E não estou aqui dizendo que ele não sabe defender, pelo contrário. Está faltando é alinhar o discurso com as atitudes. LeBron parece distante do elenco. Parece nunca ter abraçado os companheiros, o treinador e embarcado com eles para o que der e vier. Parece que encara os colegas de equipe como dispensáveis a qualquer momento. Vejo mais o Rondo juntando o time para alinhar, combinar, fechar junto que o LeBron. Quando Kuzma fala que tem algo errado, que precisam jogar um pelo outro, me diga, você jogaria por um líder assim? Todas as declarações sobre Anthony Davis eram dispensáveis LeBron. Os problemas começaram aí, com aquela infame pergunta “Você gostaria de jogar com Anthony Davis?”. Ele poderia ter respondido de forma diferente, por exemplo: Sim, qualquer um gostaria, um ótimo jogador, mas temos um grupo aqui capaz e muito bom, somos competitivos e podemos ir muito longe juntos! Olha aí... respondeu à pergunta e ainda deu uma moral para o time. Muitas das distrações foram causadas por você LeBron, não fuja disso. Seu percentual de culpa é altíssimo pela fase que estamos. Nunca te considerei um líder, mas em outros times, você parecia estar mais focado e no famoso “tamo junto”.

    Os nossos jovens

    Os menos culpados. E seria fácil se perder num ambiente assim, onde a estrela do time parece estar desconexa, os jogadores com contratos de 1 ano parecem estar mais preocupados com si do que com os objetivos do time. Mesmo assim, os jovens são os que mais entregam resultados. Até Brandon Ingram, que eu sempre cobrei mais do que os outros por entender que é o que tem mais potencial, está florescendo no momento da adversidade. Vamos ser sinceros, eles não contam com grandes líderes. Veja Lance Stephenson, por exemplo. No jogo contra o Indiana Pacers, a “superestrela” Stephenson se recusou a ajudar o novato Moe Wagner a se levantar após uma trombada.

    Eu te pergunto, você gostaria de ter um companheiro de time assim?

    Eles ainda foram envolvidos numa série de rumores de trocas, iniciados após o Sr. LeBron James dar declarações que poderiam ser evitadas sobre jogar com Anthony Davis. A diretoria em nenhum momento apareceu para abafar os rumores, defender os jovens, nem James sequer, ou seja, eles tiveram que lidar com tudo isso. Eles têm sua parcela por isso ser um time, mas é mínima.

    E vocês, o que acham disso tudo? Quem tem mais culpa?

    Fala aí!