Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Guilherme Borges

    28 de Novembro de 2019 por Guilherme Borges

    Era uma noite muito especial. Na rodada que antecedeu o feriado de dia de Ação de Graças norte americano, o Los Angeles Lakers viajou até New Orleans para enfrentar o Pelicans. Foi o reencontro de Anthony Davis com seu antigo time. Reencontro também dos ex-garotos do Lakers com LeBron James. Também era a noite em que James poderia entrar para história como quarto jogador a fazer 33 mil pontos na liga. Nessa noite cheia de narrativas, o Roxo e Dourado foi quem teve um final feliz.

    No primeiro quarto parecia que o Pelicans iria massacrar o Lakers. O time da casa, liderado por Jrue Holiday, aproveitou as falhas defensivas no perímetro dos visitantes e castigou nas bolas de três: foram 9 bolas convertidas em 11 tentativas apenas no primeiro quarto. O resultado? Uma vantagem de 13 pontos ao Pelicans.

    No segundo quarto a dinâmica continuou a mesma. Após ensaiar uma virada, o Lakers sentiu o baque de ter James saindo do jogo após ter batido o joelho na perna de Josh Hart e viu a liderança do outro time, que tinha caído para 4, voltar a 10 no fim desse período.

    Na volta do primeiro tempo, o Lakers fez o que já virou praxe: impôs seu ritmo e cansou os adversários defensivamente. Do ponto de vista ofensivo, Anthony Davis comandou os Angelinos. Continuando o bom trabalho do primeiro tempo, AD - que foi vaiado do começo ao final do jogo - mostrou sua motivação extra e simplesmente foi demais para o Pelicans, lembrando os fãs da franquia o que perderam. Aproveitando sua vantagem na altura - e a ausência de Jahlil Okafor por faltas - Davis destruiu o garrafão Pelicano.

    Além de Davis, LeBron também deixou sua marca. O jogador fez 29 pontos na partida e entrou para lista dos jogadores com 33 mil pontos, fazendo companhia a outros atletas que passaram pelo Lakers: Kareem Abdul-Jabar; Karl Malone e Kobe Bryant.

    Se no terceiro quarto a parcial foi de 25 x 25, no último, o Pelicans já não conseguiu mais manter a paridade de armas e viu o Lakers virar a partida e acabar na frente, 114 x 110. Com essa vitória, o Roxo e Dourado mantém o melhor recorde da Liga (16-2) e amplia sua sequência de triunfos consecutivos (nove).

    Fala aí!