Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Ricardo Romanelli

    20 de Dezembro de 2019 por Ricardo Romanelli

    Quando o Lakers anunciou Jason Kidd como assistente técnico de Frank Vogel, muitos receberam a notícia com ceticismo e preocupação. Kidd supostamente teria um histórico de maquinações e manipulações internas por poder nos times que passou. A preocupação era que ele fosse tentar derrubar Vogel e assumir o comando caso o treinador não se firmasse logo cedo. 

    Mas aí veio a temporada e um início avassalador do Lakers, tirando qualquer dúvida sobre a firmeza de Vogel no cargo. Com isso, também amadureceu a relação entre o treinador e seu assistente, até o ponto em que eles hoje brincam sobre isso: 

    "Fazemos piada sobre isso [a traição]. Existe respeito e confiança em níveis saudáveis. Desde o primeiro dia, isso não foi um problema". - Frank Vogel. 

    Vogel deu essa declaração a Bill Oram (The Athletic) e não parou por aí. Ele seguiu elogiando seu assistente, a quem já considera um amigo:

    "Trabalhamos desde o começo não só para estabelecer uma relação profissional, e sim uma amizade, e isso tem sido uma das melhores coisas da temporada para mim. Eu acho que ambos estamos em um ótimo lugar quanto ao que estamos tentando alcançar como dupla de treinadores." - Frank Vogel.

    O treinador ainda destacou que o principal papel de Kidd tem sido no ataque, e que é ele quem sempre incentiva o time a aumentar a vantagem e seguir atacando o adversário quando o time está na frente do placar, para que os atletas não se acomodem. Kidd não tem falado muito com a imprensa desde que a temporada começou, mas antes da campanha, também teceu vários elogios a Vogel:

    "Ele é uma grande pessoa e um grande técnico. Tenho sorte de trabalhar para ele. Posso ajudá-lo não só com minha experiência como treinador, mas também como um jogador veterano, ajudando a entender como esses caras pensam." - Jason Kidd. 

    Se havia qualquer preocupação sobre um mau relacionamento entre os dois principais nomes da comissão técnica do Lakers, ficou claro que, mais uma vez, não passou de barulho externo sem qualquer fundamento, o qual infelizmente muitas vezes é repercutido indevidamente. 

    Fala aí!