Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Ricardo Romanelli

    25 de Junho de 2020 por Ricardo Romanelli

    Com a parada da NBA, todas as datas tradicionais da offseason foram alteradas. Numa situação normal, os jogadores que têm opções contratuais tomam estas decisões no final de junho, para que o status de cada um no mercado fique claro até 01 de julho, quando habitualmente inicia o período de agência livre. 

    O grande nome do mercado em 2020 é Anthony Davis. O pivô do Lakers tem uma opção para encerrar seu vínculo e testar o mercado ao final desta temporada, e a expectativa era que ele a exercesse. Agora, esta decisão ficou para o dia 14 de outubro, com a agência livre começando em 18 de outubro. 

    Antes da pandemia, todos tinham a certeza que AD se tornaria agente livre, mesmo que fosse para renovar com o Lakers. Isso porque o teto salarial costuma ter aumentos anuais acima dos reajustes contratuais que os jogadores recebem. Ele poderia assinar com o Lakers um contrato máximo de 30% do teto, que na previsão inicial seria um vínculo de US$ 34,5 milhões num teto salarial estimado em US$ 115 milhões. Como sua opção contratual para o ano que vem é de US$ 28,750 milhões, Davis teria um aumento salarial expressivo.

    Agora, ninguém sabe o que vai acontecer com as finanças da liga. O teto salarial é calculado a partir das receitas da NBA, e as primeiras estimativas dão conta de que este número possa cair para algo em torno de US$ 95 milhões com as somas perdidas devido à parada dos jogos. Neste cenário, o novo contrato máximo de Davis começaria em US$ 28,5 milhões. Este valor não apenas é inferior ao que ele já tem contratado, mas também provavelmente seria inferior ao que ele poderia assinar caso decidisse esperar mais um ano e ser agente livre no ano que vem. Isso porque há a expectativa de recuperação das finanças da liga em uma temporada, e com isso o teto salarial voltaria a subir. 

    De qualquer modo, AD tem uma decisão difícil pela frente, e para o Lakers isso pode apresentar novos perigos. Em 2020, especialmente com as reduções, não há nenhum time bom com espaço suficiente para assinar com Davis. Já em 2021, dependendo de como as coisas se desenrolarem, existem outros times fortes com potencial para atrair estrelas. Tudo indica que AD está muito à vontade no Lakers e não tem qualquer intenção de sair, mas adiar esta decisão por mais um ano pode trazer consequências imprevísiveis. 

    Fala aí!