Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Guilherme Borges

    19 de Agosto de 2020 por Guilherme Borges

    O Lakers começou os playoffs de 2020 com uma atuação ofensiva para esquecer. Com apenas 35% de aproveitamento os arremessos e 15% nas bolas de três, o ataque não engrenou e o time perdeu a primeira partida da série contra o Portland Trail Blazers por 100-93.

    LeBron James bem que tentou, e distribuiu 16 assistência, recorde de sua carreira em playoffs. O Rei queria envolver seus companheiros no jogo, mas o esforço foi em vão. Apenas James (23) e Anthony Davis (28) quebraram a barreira dos 20 pontos no jogo.

    Mesmo com uma pontuação relativamente alta, LeBron e Anthony Davis também não foram bem. Aparentemente sem confiança e com pouca vontade, os astros deixaram a desejar, com uma postura extremamente passiva na maior parte do confronto. Aliás, tanto AD quanto LBJ erraram dois lances livres cruciais cada no final do jogo, o que poderia ter feito com que o Lakes conseguir um respiro. Davis, por um exemplo, ficou abaixo de sua média, com 12/17 de aproveitamento (70,6%) nos lances livres e míseros 8/24 (33,3%) nos arremessos de quadra.

    Além das duas estrelas, Frank Vogel também se perdeu. Alex Caruso foi, claramente, um dos melhores jogadores do time marcando Damian Lillard e foi retirado do jogo com 5 minutos para acabar e o Lakers em uma boa sequência com 7 pontos na frente. O resultado? Duas bolas de três seguidas do Portland. Além da questionável alteração de Caruso, Vogel também substituiu Dwight Howard e Kyle Kuzma em seus melhores momentos do jogo. Kuzma fez quatro importantes pontos e DH uma bela jogada defensiva que gerou um contra ataque. No lugar deles, Vogel trouxe de volta Caldwell-Pope e Danny Green, os dois alas titulares que vêm fazendo terríveis atuações pelo time. Próximo aos dois minutos do fim, Vogel percebeu seu erro e trouxe de volta Kuzma e Caruso mas já era tarde.

    Sim, é verdade que, com exceção de Kuzma e Caruso, o restante do elenco pouco contribuiu. Todos foram muito mal na defesa e no ataque, o que parece, infelizmente, ser a marca do Lakers na bolha. Mas também é verdade que, em regra, nos playoffs, as estrelas e a tática ganham o jogo. Quando seus dois jogadores mais importantes não conseguem se impor fisicamente - mesmo tendo toda a vantagem de confronto para isso - e seu treinador toma decisões erradas em momentos decisivos, você perde jogos de playoffs. Mas calma, eu disse "jogos" e não séries. Playoffs é paciência. Uma mudança tática e de postura pode trazer de volta o time que dominou a temporada regular e acabou em primeiro do Oeste. Então, só nos resta torcer para que essas mudanças ocorram no próximo confronto que acontece na quinta-feira (20/08).

    lal

    bla

    Fala aí!