Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Lucas Fuson

    25 de Agosto de 2020 por Lucas Fuson

    Se alguém ainda duvidava que o “Mamba Day” não seria motivador para os jogadores do Lakers, mudou de ideia logo que o jogo começou. Jogando com uma intensidade que ainda não tínhamos visto na série, com apenas três minutos de partida, a equipe californiana abriu 15-0 no placar e terminou o primeiro quarto com 18 pontos de vantagem.

    O começo do segundo quarto não foi diferente, mesmo com o Portland querendo esboçar uma melhora, LeBron veio ditando o ritmo, trazendo seus companheiros juntos e fazendo aumentar ainda mais a vantagem da equipe de uniforme “Black Mamba”. Com todos do elenco jogando bem não teve como o Trail Blazers segurar, assim no intervalo da partida a vantagem do Lakers era de 29 pontos, com um placar de 80 a 51.

    Na volta do vestiário o Lakers continuou surrando. Com dois minutos jogados a equipe angelina fez 11- 2, com o LeBron convertendo uma bola de três praticamente do meio da quadra. O Blazers pediu tempo para equipe tentar se reencontrar no jogo e nos três minutos seguintes conseguiram diminuir um pouco a vantagem, só que muito longe de ser uma ameaça ao Los Angeles. Com 25 pontos na frente, a situação era tão confortável que o técnico Frank Vogel optou por deixar Anthony Davis descansar todo o segundo tempo.

    O último quarto começou com o Portland dando mole na defesa, deixando fácil para Howard pontuar por três vezes seguidas. Após pedido de tempo do Blazers, com a vitória encaminhada, foi a hora de Vogel colocar algumas peças do banco para jogar, como Waiters, Cook e Dudley. Nos minutos finais virou um jogo para treinar reservas de ambas as equipes e o jogo terminou com a vitória do Lakers por 135 a 115, abrindo 3-1 na série e, historicamente, praticamente nos garante na fase seguinte.

    O importante dessa partida foi a postura que o time de Los Angeles mostrou. Desde o primeiro segundo foi possível ver a influência da “Mamba Mentality” nos jogadores do elenco, o que se traduziu em uma boa atuação por parte de todos. Um comprometimento e foco que não tínhamos visto desde a vitória sobre o Clippers, na retomada da temporada. É esse tipo de intensidade e foco que deverão ter se quiserem ser a última equipe a sair da “bolha” e voltar para suas famílias com o título.

    lal

    por

    Fala aí!